NO DF CONTINUA A GREVE DAS COOPERATIVAS DE ÔNIBUS

    15
    0
    COMPARTILHAR

    Sndicato diz, também, que a dívida do GDF com as cooperativas chega a R$ 1,4 milhão

    Motoristas e cobradores das cooperativas Alternativa, Cootarde, MCS e parte da Coopatag seguem de braços cruzados nesta quinta-feira (8), por conta de salários atrasados e tíquete.
    De acordo com o sindicato da categoria, a greve afeta sete regiões administrativas do Distrito Federal e cerca de 45 mil passageiros.

    Em nota, o DFTrans informou que busca recursos para pagar a dívida com as cooperativas, que gira em torno de R$ 600 mil. A entidade disse que tem feito repasses diário às empresas e que esta semana já pagou R$ 166 mil.

    O presidente do Sindicato dos Rodoviários de Cooperativas de Micro-ônibus, Diógenes dos Santos, afirmou que até a manhã desta quinta-feira (8), o DFTrans não havia proposto acordo algum com a categoria. A dívida do GDF com as cooperativas chega a R$ 1,4 milhão, de acordo com o sindicato.

    O secretário de Mobilidade, Carlos Henrique Tomé, disse que o governo tem um problema “severo” de caixa, mas que trabalha para fazer os repasses às cooperativas.

    Informações são do G1.