'Chegou a hora de Dilma sair de trás do marqueteiro', diz Campos

    23
    0
    COMPARTILHAR

    Candidato do PSB afirmou que a presidente tem de ir ‘falar com o povo’.
    Ex-governador visitou nesta segunda (7) município do entorno do DF.

    Candidatos à Presidência, Eduardo Campos e Marina Silva fazem caminhada em Águas Lindas-GO. (Foto: Priscilla Mendes/G1)Candidatos à Presidência, Eduardo Campos e Marina Silva fazem caminhada em Águas Lindas-GO, no entorno do Distrito Federal. (Foto: Priscilla Mendes/G1)

    O candidato do PSB à Presidência da República, o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, afirmou nesta segunda-feira (7) que a presidente Dilma Rousseff tem de “sair de trás do marqueteiro” e ir para as ruas “falar com o povo”. Segundo ele, a petista tem de explicar à população o que ela fez durante seus quatro anos de governo.
    Campos e a candidata a vice, Marina Silva, visitaram na manhã desta segunda Águas Lindas de Goiás, município do chamado “entorno” do Distrito Federal, região que apresenta baixos índices de desenvolvimento humano. No dia anterior, ele e Marina abriram o período oficial da campanha eleitoral com uma visita à favela Sol Nascente, uma das comunidades mais pobres do Distrito Federal.
    “Chegou a hora também de a presidente Dilma sair de trás do marqueteiro e vir para as ruas falar com o povo e dizer o que ela fez nesses quatro anos. A gente procura no Brasil real e não encontra nesse governo de quatro anos”, disse Campos.

    Chegou a hora também de a presidente Dilma sair de trás do marqueteiro e vir para as ruas falar com o povo e dizer o que ela fez nesses quatro anos. A gente procura no Brasil real e não encontra nesse governo de quatro anos”
    Eduardo Campos, candidato do PSB à Presidência

    Campos e Marina estavam acompanhados dos candidatos ao governo do Distrito Federal, senador Rodrigo Rollemberg, e de Goiás, Vanderlan Cardoso. Os quatro caminharam pela Avenida do Comércio, no centro de Águas Lindas, por cerca de duas horas e meia.
    De acordo com Eduardo Campos, ele e Marina decidiram deflagrar a campanha oficial visitando periferias para mostrar o “Brasil real”.
    “Aqui [periferia] é o Brasil onde o marketing não resolve, onde os marqueteiros não resolvem, onde as fantasias que, às vezes, aparecem na propaganda eleitoral não resolvem. Aqui é um Brasil que pede socorro, um Brasil indignado com a corrupção, com a volta da corrupção, com a violência, com a propaganda que não bate com a realidade. É nesse Brasil que vamos seguir andando”, disse Campos.
    Marina Silva, que já se candidatou à Presidência da República em 2010 pelo PV, foi a mais assediada pelos moradores de Águas Lindas, que a procuravam para fotos e abraços. O vendedor de cachorro quente Juvenal Rodrigues, que conversou em sua banca com os candidatos, disse que nunca tinha ouvido falar de Campos, mas conhecia Marina.

    fonte do G1