Operação Átrio : Administrador de Ceilândia é denunciado

    23
    0
    COMPARTILHAR

    Ari segue como gestor da cidade e espera citação da Justiça.

    Ari de Almeida, suspeito de participar de grupo que emitia alvarás sem cumprir procedimentos legais, terá que comparecer à Justiça mensalmente até o fim das investigações do caso.

    A participação de pelo menos oito pessoas na  suposta organização criminosa para obter alvarás de construção de forma fraudulenta fez com que a segunda Vara Criminal de Taguatinga tomasse medida cautelar contra outros réus. Um deles, que responde pelo crime de associação criminosa, é o atual administrador de Ceilândia, Aridelson Sebastião de Almeida. O gestor não teve prisão decretada, no entanto é obrigado a comparecer mensalmente em juízo. Todo dia 10 de cada mês, ele precisa marcar presença no Poder Judiciário. Caso descumpra a ordem judicial, Ari de Almeida, como é conhecido pode ter a prisão decretada. A medida visa impedir que o investigado atrapalhe os trâmites do processo e, principalmente, tente dificultar uma suposta fuga do réu.´

    Fonte: ISA STACCIARINI – Correio Braziliense

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here