Início Brasília “Faltam 4 dias para Lazaro Barbosa se entregar” Se usar a mesma...

“Faltam 4 dias para Lazaro Barbosa se entregar” Se usar a mesma estratégia da Bahia

329
0

‘Serial Killer do DF’ já foi alvo de buscas da polícia por 15 dias após ocorrência em 2008 na Bahia

Hoje a polícia entra no decimo primeiro dia de caçada ao criminoso que está tocando o terror em Edilândia Goiás.

Se Lazaro for utilizar a mesma forma de agir da Bahia, resolvendo se entregar após 15 dias, faltam apenas 4 dias para o criminoso ser preso. A menos que a polícia consiga colocar ‘as mão’ nele antes.

Não é a primeira vez que Lázaro Barbosa de Sousa, conhecido como “Serial Killer do Distrito Federal“, mantém a polícia no seu encalço por dias. O homem, que hoje está sendo procurado por 200 agentes de segurança no interior de Goiás, também conseguiu escapar de cercos após ser acusado de homicídio no ano de 2008 no povoado de Melancia, no município baiano de Barra do Mendes, a 540 quilômetros de Salvador.

Informações obtidas pelo Informa Tudo DF mostram que, à época dos crimes no município baiano, Lázaro conseguiu despistar a polícia durante 15 dias sem sair da região de mata. O criminoso só foi preso porque se entregou após os 15 dias de buscas intensas da polícia. As mortes ocorreram após uma tentativa de estupro do criminoso.

Na Bahia, Lazaro Barbosa se entregou ileso e foi preso sem nenhum arranhão, mas fugiu da cadeia dez dias depois. Ele matou um morador das 5 para às 6 da manhã, depois foi atrás do outro. Bateu na porta, chamou o homem, e quando o morador abriu a porta, Lazaro atirou nele.

Lázaro deixou o local do crime calmamente e se embrenhou no mato. Depois de 15 dias escondido no mato e na copa das árvores. Ele mesmo contou que a polícia passava por baixo e não o via. Usou inclusive a tática de colocar a sandália de trás para frente para confundir os policiais.

Lazaro é mateiro, conhecedor da região, sabe como se enfiar em buracos e se camuflar no mato.

Procedimento para se entregar a polícia:

No dia em que foi se entregar.

Lázaro havia invadido a fazenda de um produtor rural e furtado uma espingarda. Quando resolveu se entregar, ele voltou à fazenda que havia invadido e devolveu a espingarda. Estava com o pé inchado, pediu comida, suco, café e depois pediu ao fazendeiro que o levasse até a delegacia, pois queria se entregar.

Malandramente Lazaro Ficou preso uns dez dias, depois fugiu.

Há quem diga que o psicopata pode estar querendo repetir o feito, e se Lazaro for utilizar a mesma forma de agir, resolvendo se entregar após 15 dias, faltam apenas 4 dias para o criminoso ser preso.

Hoje a polícia entra no decimo primeiro dia de caçada ao criminoso que está tocando o terror em Edilândia Goiás.

Medo

Até hoje, o receio é de que o chamado serial killer, caçado pelas polícias do Distrito Federal e Goiás, acusado de uma série de crimes que inclui o assassinato de quatro pessoas da mesma família, resolva voltar e se esconder na Bahia, lugar onde cometeu seus primeiros crimes e onde Lazaro detém o conhecimento da região.

Atualização do Caso

A força-tarefa com mais de 200 policiais continua, durante o fim de semana, as buscas por Lázaro Barbosa, de 32 anos, suspeito de fazer uma chacina em Ceilândia, no DF. A operação entra no 11ª dia neste sábado (19).

Ontem, 18/06, Lazaro foi visto em uma mata entre o distrito de Girassol, em Cocalzinho, e Águas Lindas de Goiás, a menos de 10 km de distância. Segundo a Polícia ele foi visto em um chiqueiro, mas fugiu novamente para vegetação.

Agentes procuram a pé e contam com auxílio de helicópteros em área de 10 quilômetros.

Policias de elite das polícias Civil, Militar, e Federal fazem as buscas. Durante os trabalhos são usados helicópteros, drones com visão térmica, cães farejadores, equipamentos com visão noturna e forte armamento.

Segundo a corporação, por ser caçador, ele se esconde com facilidade. Na noite de sexta-feira, o secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda disse que acredita ter visto Lázaro durante buscas pela região.

“A visualização foi de longe. Tenho quase certeza que eu cheguei a vê-lo a 1 km de distância do outro lado de um vale. A movimentação dele foi de uma pessoa que estivesse ferida nas pernas, mas não deu para ver o resto”, informou.

Lista de crimes, dentre outros, em:

  • 2007: Lázaro Barbosa foi preso em Barra dos Mendes, na Bahia, acusado de duplo homicídio. Secretaria de Segurança Pública diz que ele fugiu cerca de 10 dias após a prisão e é considerado foragido desde então.
  • 2009: Criminoso foi preso no Complexo Penitenciário da Papuda (CPP), em Brasília, por suspeita de roubo, estupro e porte ilegal de arma de fogo.
  • 2016: Ele fugiu da Papuda.
  • 2018: Lázaro foi preso em Águas Lindas de Goiás, em cumprimento de três mandados de prisão por homicídio qualificado, porte ilegal de arma de fogo, roubo e estupro; em julho Lázaro fugiu de Águas Lindas de Goiás.
  • 8 de abril de 2020: Ele invadiu uma chácara em Santo Antônio do Descoberto, em Goiás, e golpeou um idoso com um machado, sendo indiciado pelos crimes de roubo mediante restrição da liberdade das vítimas e emprego de arma branca e por tentativa de latrocínio.
  • Em 2021: Lázaro invadiu uma casa no Sol Nascente (DF), quando trancou pai e filho no quarto e levou a mulher para um matagal e a estuprou.
  • 17 de maio de 2021: Ele fez uma família refém na mesma região, ameaçando os moradores com faca e arma de fogo. Nesse crime, ele mandou as pessoas ficarem nuas e, das 19h até meia-noite, prendeu os homens no quarto e as mulheres tiveram que cozinhar e servir um jantar para ele.
  • 9 de junho de 2021: Lázaro invadiu uma chácara no Incra 9, em Ceilândia (DF), onde matou a tiros e a facadas um casal e dois filhos.
  • 9 de junho de 2021: Roubou uma chácara em Ceilândia após o assassinato da família. Ele teria rendido o caseiro, o dono da propriedade e a filha dele.
  • 12 de junho de 2021: Lázaro fugiu para Cocalzinho de Goiás logo em seguida. Ele atirou em quatro pessoas, invadiu fazendas e colocou fogo em uma casa ao fugir da polícia. Os feridos foram levados a hospitais da região, sendo que dois estavam em estado grave até a terça-feira (15).

.

INFORMA TUDO DF