Início Brasília Dois policiais civis do DF morrem por covid-19 em menos de 24...

Dois policiais civis do DF morrem por covid-19 em menos de 24 horas

66
0

O agente Carlos Antônio de Oliveira, 55 anos, morreu nesse sábado (10/4). Ele trabalhava na 23ª Delegacia de Polícia (P Sul). Na manhã deste domingo (11/4), o policial Everton Gonçalves dos Reis, 40, também não resistiu às complicações da doença

(crédito: Reprodução)

Em menos de 24 horas, dois policiais civis do Distrito Federal morreram de covid-19. O agente Carlos Antônio de Oliveira, 55 anos, estava internado no Hospital Brasília, no Lago Sul, mas não resistiu ao avanço da doença e morreu no sábado (10/4). Na manhã deste domingo (11/4), Everton Gonçalves dos Reis, 40, morreu em decorrência do novo coronavírus.

Carlos Antônio trabalhava na 23ª Delegacia de Polícia (P Sul) e começou a carreira na PCDF como escrivão. Ele deixa uma filha e a mulher. Nas redes sociais, amigos lamentaram a morte do policial: “Carlinhos, você estará sempre nas nossas lembranças. Não esqueceremos o quão aguerrido foi no cumprimento da nossa missão”, escreveram os colegas.

O agente Everton Gonçalves atuava como chefe de uma das equipes de plantão da 20ª Delegacia de Polícia (Gama) e estava internado em um hospital do DF há alguns dias. Ele deixa dois filhos e a esposa.

O agente Everton Gonçalves, outra vítima da covid-19 entre os policiais civis do DF
O agente Everton Gonçalves, outra vítima da covid-19 entre os policiais civis do DF(foto: Reprodução)

 

“Perdemos mais dois policiais civis. E em 24 horas. Dois jovens policiais. Dois talentos que contribuíam para um Distrito Federal mais justo e seguro. E isso não pode passar batido. Existe um descaso conosco que não aceitaremos mais. Quantos mais precisarão morrer para o Estado olhar para nós com a atenção devida? Precisamos de vacina, sim, mas também de cuidado. Pois, se não cuidarem de nós, como cuidaremos de todos?”, disse Alex Galvão, presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol-DF).

Vacinação

Segundo a PCDF, mais de 650 policiais civis se infectaram desde o começo da pandemia e 16 morreram, sendo cinco da ativa e 11 aposentados. A vacinação dos profissionais das forças de segurança começou em 5 de abril.

Nessa primeira etapa, 350 policiais foram selecionados para receber o imunizante, a começar por aqueles que atuam diretamente nas ações sanitárias de combate ao coronavírus, previamente escalados pelo Departamento de Polícia Circunscricional (DPC), bem como os policiais lotados de forma não eventual nos plantões das delegacias circunstanciais, das unidades das Delegacias da Criança e do Adolescente (DCAs 1 e 2), da Delegacia de Atendimento Especializado à Mulher (Deams 1 e 2) e do Departamento de Polícia Especializada.

Fonte: Correiro Braziliense