InícioBrasilESCÂNDALO! Vaza Lista Com Distribuição Das Vagas Para O Concurso Da CLDF

ESCÂNDALO! Vaza Lista Com Distribuição Das Vagas Para O Concurso Da CLDF

O aguardado concurso público da Câmara Legislativa nem teve o edital lançado e já causa constrangimentos ao órgão. Desde 2 de junho, quando a seleção foi confirmada para o segundo semestre deste ano, candidatos de todo o país aguardam a publicação do documento. Mas na terça-feira (4/7), menos de uma semana após a Casa revelar que a organizadora do certame seria a Fundação Carlos Chagas (FCC), a lista com a distribuição dos cargosvazou. Agora, a CLDF estuda a abertura de uma sindicância para apurar o caso.

Ao Metrópoles, tanto a chefia de gabinete da presidência — que comanda o processo seletivo — quanto a secretaria-geral da Câmara Legislativa admitiram o vazamento. “A lista divulgada havia sido fornecida às bancas como elemento para embasar as propostas de cada uma [que disputou o contrato]. Assim, não temos como saber se foi um servidor da CLDF que divulgou as informações ou se elas foram fornecidas pelas instituições”, disse, por meio de nota, a secretaria-geral.

A lista, que começou a circular em grupos de WhatsApp e no Facebook, chegou aos cursinhos do Distrito Federal, que já preparam aulas específicas levando em conta a distribuição das vagas. E há uma surpresa: em vez das 86 anunciadas anteriormente, o número caiu para 85.O cargo com mais oportunidades é o de técnico legislativo, que exige apenas nível médio: são 20 chances, sendo cinco reservadas a pessoas com necessidades especiais (PNEs). Em seguida, vem consultor legislativo, na especialidade “Constituição e Justiça”, com cinco postos, sendo um para PNE; administrador e contador, com quatro cada. Nestes casos, há exigência de curso superior completo.

Veja como está a distribuição dos cargos para o concurso da CLDF 2017:

O contrato com a FCC será assinado até o fim de julho. Depois, a fundação terá 15 dias úteis para elaborar e lançar o edital. Até lá, ressalta a Câmara Legislativa, pode haver mudanças. “As vagas só serão consolidadas após a assinatura do contrato com a Fundação Carlos Chagas”, informou o órgão ao Metrópoles.

Burburinho entre os concurseiros
Um dos primeiros a divulgar as informações foi Leo Van Holthe, professor de direito em cursinhos preparatórios para concursos. Ele contou que viu as informações circulando em grupos de WhatsApp e nas redes sociais, além de outros sites que também são voltados para seleções públicas.

“Colegas e alunos enviaram a lista e disseram que a imagem teria sido passada por um servidor da Câmara Legislativa. Como percebi que muitas pessoas já tinham acesso a essas informações, juntei tudo e as divulguei”, afirmou Van Holthe à reportagem.

Ex-funcionário comissionado da CLDF, Van Holthe nega que tenha recebido informações privilegiadas. O professor foi assessor da liderança de governo na gestão Agnelo Queiroz (PT) e afirma que não mantém contato com servidores da atual legislatura.

Críticas
Embora a CLDF assegure que a lisura do processo não será comprometida, o vazamento despertou desconfiança em pessoas ligadas ao mundo dos concursos público. Willians de Oliveira Costa, que coordena o curso preparatório Espaço Campus da Asa Sul, diz que a situação causou desconforto.

Trato esse vazamento de forma distinta. A princípio, não mancha a banca, porque a FCC nem assinou o contrato ainda. Mas atinge a imagem da Câmara, pois provavelmente foi alguém de lá que divulgou esses dados. Fica a desconfiança sobre o sigilo do processo, de fato.

Willians de Oliveira Costa, coordenador do cursinho Espaço Campus da Asa Sul

Salários
O concurso da CLDF é um dos mais esperados pelos candidatos, pois a Casa, que não abre seleção há 12 anos, é conhecida por oferecer excelente remuneração aos servidores. O salário inicial (incluindo gratificações) para nível médio é de R$ 10.143,07. Para nível superior, chega a R$ 15.123,30.

A Câmara garante que não terá gastos para realização do concurso, que será custeado com os valores arrecadados com as taxas de inscrição. Estima-se que o número de candidatos fique entre 150 mil e 200 mil. Do valor arrecadado com as inscrições, 10% será repassado ao Fundo de Assistência à Saúde dos Deputados Distritais e Servidores da Câmara Legislativa (Fascal), após o desconto das gratuidades e despesas bancárias.

Além da FCC, cinco instituições apresentaram propostas à CLDF para a realização da concurso: Fundação Getúlio Vargas (FGV); Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe); Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades); Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistência Nacional (Idecan); e Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (Idib).

Fonte: Metrópoles

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments