InícioPegou Mal: GDF volta atrás e cirurgias serão mantidas durante as Olimpíadas
Array

Pegou Mal: GDF volta atrás e cirurgias serão mantidas durante as Olimpíadas

Governo chegou a cogitar o adiamento dos procedimentos cirúrgicos eletivos. Após a repercussão negativa do caso, desistiu da possibilidade. Ainda assim, 30% dos leitos dos hospitais Regional da Asa Norte e de Base precisarão ficar desocupados durante os dias dos Jogos em Brasília

22Uma semana após o Metrópoles revelar que o GDF cogitava cancelar todas as cirurgias eletivas (aquelas pré-marcadas e consideradas não urgentes) do Hospital Regional da Asa Norte (Hran) e do Hospital de Base durante as Olimpíadas, o governo decidiu manter os procedimentos. A possibilidade de remarcar as operações repercutiu negativamente e aumentou o desgaste do Executivo, envolto em denúncias de corrupção na saúde pública. Nesta quarta-feira (27/7), a Secretaria de Saúde informou que as cirurgias serão mantidas para “não prejudicar a população”.

As duas unidades de saúde serão os pontos de referência responsáveis pelo atendimento de atletas e turistas durante os Jogos Olímpicos, já que Brasília receberá 10 partidas de futebol. Para desocupar os hospitais, a ideia era cancelar as cirurgias nos dias das partidas. Mas o possível cancelamento assustou os moradores do DF.

Segundo Julister Maia, diretora de Urgência e Emergência da Secretaria de Saúde, para dar conta da demanda, todos os médicos e anestesistas tiveram folgas, férias e licenças canceladas. “Garantimos que a pasta está preparada para atuar nos Jogos Olímpicos e manter a rotina de atendimento ao cidadão”, afirmou.

Uma nova sala de cirurgia no Hospital de Base também foi aberta para ampliar a assistência em caso de aumento de demanda. Durante as Olimpíadas, o HBDF será destinado ao atendimento de pessoas com quadro de trauma; e o Hospital Regional da Asa Norte concentrará os demais casos.

As unidades de saúde ainda deverão deixar 30% dos leitos do pronto-socorro vazios para que os visitantes possam usar os hospitais em caso de necessidade. Mesmo assim, o GDF promete que a população da capital não será prejudicada. “O morador do Distrito Federal não precisa se preocupar, pois ninguém vai ficar sem atendimento”, assegura Julister.

As partidas de futebol no DF serão disputadas entre 4 e 13 de agosto. Fonte: Metropoles.

Informa Tudo DF

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments