Centro Administrativo do GDF será entregue em dezembro

    16
    0

    Centro Administrativo do GDF será entregue em dezembro      

    Economia estimada com o remanejamento das secretarias para instalações próprias gira em torno de R$ 11 milhões ao mês

     O novo Centro Administrativo do Governo do Distrito Federal será entregue em 15 de dezembro, segundo a previsão do consórcio responsável pela obra, Centrad. O conjunto de 16 prédios em Taguatinga Norte vai abrigar grande parte das secretarias do GDF, especialmente aquelas que hoje funcionam em instalações alugadas. Com a mudança de endereço, a economia com aluguéis e serviços de manutenção nesses prédios será em torno de R$ 11 milhões por mês.

    O empreendimento foi formatado a partir de Parceria Público Privada e o governo local vai gastar apenas na contrapartida que será paga mensalmente durante 21 anos. Após o término do prazo, o local será entregue em definitivo ao GDF. O consórcio responsável vai administrar as instalações dos prédios, bem como as manutenções em sistemas e instalações durante esse período.

    “O GDF deve economizar cerca de R$ 3,5 bilhões durante esses anos. Cerca de 13 mil servidores passarão de imediato a trabalhar nas novas instalações, o que deve dar um alívio no trânsito em horários de pico, uma vez que boa parte dos servidores públicos moram próximos a Taguatinga”, explica o secretário-chefe da Casa Militar, coronel Rogério Leão.

    De acordo com o consórcio Centrad, formado pelas empresas Odebrecht e Via Engenharia, já foram empregados R$ 600 milhões na obra. Até o momento, não foram gerados gastos para o Governo do Distrito Federal.

    Apenas quatro pastas não irão funcionar em Taguatinga. São elas: Secretaria de Agricultura – que possui instalação própria; Secretaria do Idoso – que funciona em uma área de fácil acesso na estação 114 Sul; a Procuradoria; e a Secretaria de Segurança Pública. As demais pastas migrarão, por completo, para o Centro Administrativo.

    ESTRUTURA – O complexo de prédios tem uma área de 182 mil m² e possui um Centro de Convenções com capacidade para 3 mil pessoas. No local terá, ainda, um shopping com bancos, restaurantes e supermercado, beneficiandoar os servidores e o público que visitará a sede do governo.

    Os novos prédios possuem estrutura moderna e tecnologia de ponta que irão garantir benefícios aos trabalhadores das pastas do executivo local. Em todo o complexo serão disponibilizadas 3,2 mil vagas para veículos, porém, a expectativa é que os servidores usem o transporte público. “Em frente ao novo centro existe uma estação de metrô. Isso facilita o deslocamento, pois oferece condições para a mobilidade urbana”, afirma o coronel Rogério Leão.

    fonte: agencia brasilia