Início Notícias Brasil ‘Se ocorrer parcelamento de salários, segurança pública fica de fora’, garante chefe...

‘Se ocorrer parcelamento de salários, segurança pública fica de fora’, garante chefe da Casa Civil

47
0
COMPARTILHAR
'Se ocorrer parcelamento de salários, segurança pública fica de fora', garante chefe da Casa Civil

O titular da pasta revelou que, neste mês, o GDF chegou a elaborar duas folhas de pagamento
Por Helena Mader-Ana Viriato/CB.Poder – 16/08/2017 – 00:43:43

O governo anunciou nesta terça-feira (15/08) que, caso parcele os salários em setembro, servidores da segurança pública não serão afetados. Isso porque as despesas do segmento são custeadas pelo Fundo Constitucional, que recebe da União R$ 13 bilhões por ano.

 

“Se tiver de acontecer, esse setor não entra, porque, pela legislação, os valores do Fundo Constitucional, obrigatoriamente, custeiam primeiro o segmento e, apenas depois, caso sobrem recursos, saúde e educação. Então, para pagar os funcionários da segurança, teríamos dinheiro”, explicou o secretário da Casa Civil, Sérgio Sampaio. Ele afirma que, anualmente, o GDF tem de completar o Fundo Constitucional com R$ 8,3 bilhões para custear completamente os setores de segurança, saúde e educação.

 

O titular da pasta revelou que, neste mês, o GDF chegou a elaborar duas folhas de pagamento. Uma com o ressarcimento integral e, outra, com 80% dos repasses programados para o quinto dia útil e os 20% restantes para uma semana depois.

 

A máquina da administração pública conta com 101.070 servidores públicos, segundo levantamento da Secretaria de Planejamento. O funcionalismo consome uma fatia de mais de 80% da arrecadação do GDF.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here