Início Notícias Brasil Sem delação, pena de Joesley poderia chegar a 2 mil anos de...

Sem delação, pena de Joesley poderia chegar a 2 mil anos de prisão

74
0
COMPARTILHAR

Irmãos Batista confessaram 240 condutas criminosas que poderiam ter condenação, mas agora só vão pagar multa

Por Noticias ao Minuto Foto: Reprodução/Divulgação

Os empresários Joesley e Wesley Batista, donos do grupo J&F Investimentos, poderiam ser condenados a algo entre 400 e 2 mil anos de prisão se fossem somadas as penas de todas as 240 condutas criminosas confessadas por eles em acordo de delação premada.
De acordo com informações do Correio Braziliense, o depoimento dos irmãos inclui oito tipos de crimes, entre eles, 124 casos de corrupção e 96 de lavagem de dinheiro, praticados por mais de uma organização criminosa.

 

Porém, após acordo fechado com o Ministério Público Federal, os irmãos Batista não poderão ser processados pelos crimes e terão imunidade em outras investigações em andamento e o perdão judicial, caso sejam denunciados em outros processos. Em contrapartida, pagaram multa de R$ 110 milhões, valor considerado baixo por juristas diante das condutas praticadas.

 

“Eles são criminosos antigos, reiterados e sem nenhum escrúpulo. A delação premiada não pode ser transformada em um instrumento de impunidade”, afirma o advogado Antônio Claudio Mariz de Oliveira, que o presidente Michel Temer das acusações da dupla.

 

O criminalista Pierpaolo Bottini, que defende os irmãos, diz que “parcela grande das penas que pode ser aplicada aos políticos jamais existiria sem os colaboradores”.

 

“Além disso, é necessário verificar a qualidade da prova e a situação processual dos delatores. Ao contrário de muitos outros colaboradores, eles não haviam sido denunciados, nem estavam presos quando decidiram colaborar”, argumenta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here