RONALDO FONSECA HOMENAGEIA O DIA DO EVANGÉLICO, MAS CRITICA O FERIADO

    46
    0
    COMPARTILHAR

    _MG_9927

    Na Sessão Solene em homenagem ao dia do Evangélico o deputado falou da importância dos evangélicos para o País e criticou os que querem institucionalizar uma cultura ateísta no Brasil.

    O deputado federal Ronaldo Fonseca discursou em Sessão Solene na Câmara dos Deputados em homenagem ao dia do Evangélico. A Sessão requerida pelo deputado Marcelo Aguiar (DEM-SP) aconteceu nesta segunda (30) data em que se comemora no Distrito Federal o dia do Evangélico. A sessão contou com a presença de parlamentares e de líderes evangélicos.

    Em sua fala, o deputado elogiou a data, mas se declarou contra o feriado e criticou os feriados religiosos no Brasil.  Acho importante o destaque da data. Esta data deve ser observada em nível nacional, agora, feriado, o brasil já tem feriado demais. Entendo que seria dispensável o feriado para o dia do evangélico, como acho dispensáveis alguns feriados que temos de dia santo no Brasil. Disse.

    Fonseca elogiou a atuação da bancada evangélica na Câmara Federal e afirmou que existe um grupo de parlamentares na casa que defende leis que depõem contra a família. Digo com toda clareza e com toda segurança, que se não fosse a bancada evangélica nesta casa, se não fossem os cristãos nesta casa, saibam os senhores e senhoras que nós teríamos aprovado aqui nesta casa de leis muitas leis que prejudicariam frontalmente a família brasileira. Afirmou

    O deputado afirmou que os parlamentares que defendem leis contra a família querem institucionalizar uma cultura ateísta no Brasil. Nós temos aqui nesta casa um grupo não pequeno de parlamentares que querem o desmonte da família, que querem um País ateu, não um País laico, porque já somos um país laico, mas querem um País ateu, um País de costas para Deus.Disse.

    Fonseca apresentou dados estatísticos de pesquisa encomendada pelo PSDB, para provar que os parlamentares cristãos gozam do apoio da maioria da população brasileira. O deputado mencionou pesquisas que apontam que 78,7 por cento da população se declarou contra a liberação de drogas leves para consumo pessoal e 78 por cento dos brasileiros são contra a descriminalização do aborto e a liberação da maconha. O parlamentar lembrou que essa pesquisa não é dos evangélicos e sim da população brasileira, cuja maioria discorda de alguns projetos contra a família que tramitam na Câmara dos Deputados

    Citando um texto bíblico de II Crônicas 7.14, o deputado afirmou que os evangélicos estão orando pelo Brasil. Nós acreditamos nas instituições deste País, nós acreditamos nas pessoas de bem deste País, mas cremos sim, sem nenhuma dúvida que a solução para o Brasil é a Igreja de joelhos clamando para que Deus sare esta Nação. Afirmou

    Fonseca aproveitou a oportunidade para lembrar que os evangélicos podem ter papel fundamental diante da crise que o Brasil está atravessando. Esta epidemia chamada corrupção vai ser curada, banida, se o Brasil, se os evangélicos, se os cristãos orarem a Deus, Deus passará sim este País a limpo. Concluiu.

    Informa Tudo DF