"DEDO PODRE" DO GDF. SUPERINTENDENTE DO DER PEDE EXONERAÇÃO: TEM 62 INFRAÇÕES DE TRÂNSITO

    25
    0
    COMPARTILHAR

    SALDANHA SOMOU 276 PONTOS NA CNH. ENTRE AS INFRAÇÕES ESTAVAM EXCESSO
    DE VELOCIDADE, DESRESPEITO ÀS SINALIZAÇÕES E ESTACIONAMENTO PROIBIDO

    O Governo do Distrito Federal (GDF) parece ter “dedo podre” para indicar representantes de órgãos importantes do DF. Ontem (11/2), mais um servidor acabou exonerado por não se encaixar no cargo ocupado. Após assumir a Superintendência de Trânsito do Departamento de Estradas e Rodagem (DER-DF), Roberto Saldanha teve o histórico no trânsito divulgado. Foram 62 multas nos últimos nove anos. A posição assumida por ele tem como objetivo a educação nas estradas. Após a denúncia, pediu para sair.

    A carteira de habilitação de Saldanha somou 276 pontos. Entre as infrações estavam excesso de velocidade, desrespeito às sinalizações e estacionamento proibido. A última multa teria sido aplicada em 5 de janeiro deste ano por dirigir a 63 Km/h em uma via que o máximo permitido é 50 Km/h. Apenas em 2011, foram cometidas 19 multas.

    Outras indicações errôneas

    Antônio Fucio ficou apenas um dia no cargo de Diretor-Geral do Departamento de Trânsito do DF (Detran). Logo após assumir o comando do órgão, denúncia mostrou que Fucio havia cometido 50 infrações de trânsito em apenas um ano. No total, acumulava R$ 6 mil em multas. Ele chegou a recorrer da dívida, mas o pedido foi negado. Fucio havia sido nomeado em 2 de janeiro e renunciou no dia seguinte.

    Na última semana, o diretor da Terracap deixou o cargo após denúncias. Fábio Rodrigues Rolim tinha a atribuição de coordenar licitações e concessões de terras públicas. Rolim teve o nome envolvido em escândalo nacional. Acabou indiciado em duas Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI) do Congresso Nacional, em anos anteriores: CPIs dos Bingos, em 2004, e CPI das ONGs, em 2007.

    Fonte: Diario do poder

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here