Na “crise” financeira do GDF, Rollemberg nomeia desqualificado para BRB.

    34
    0
    COMPARTILHAR

    O governador de Brasília, Hélio Doyle, vem mesmo apostando que a crise financeira do governo do Distrito Federal pode camuflar os maus feitos e emplacar nos cargos de primeiro escalão candidatos que não tenham qualificação e respaldo jurídico para assumir cadeiras importantes dentro do GDF.

    O alerta para o cargo de presidente do Banco Regional de Brasília (BRB) partiu de Eumar Pais Nascimento, que chamou a atenção do Banco Central (BC) para rever a indicação de Vasco Cunha Gonçalves ao cargo de diretor presidente do banco.

    A instituição financeira BRB vem sangrando por todos os governantes que assumem a cadeira no Palácio do Buriti. Desta vez o governador eleito, Rodrigo Rollemberg nomeou Vasco na presidência do BRB, sabendo que o indicado não passaria no crivo legal, pois tem duas condenações.

    Uma delas foi quando Vasco estava à frente da diretoria financeira da Regius (entidade da previdência privada dos funcionários do BRB), tendo em vista que o prejuízo foi de aproximadamente de R$ 5 milhões em decisão de aquisição CDB’s do Banco Santos.
    O governador contava que o nome de Vasco aprovado pela Câmara Legislativa seria o suficiente para assumir o posto de presidente do BRB, já que tem a maioria dos parlamentares apoiando o governo.

    O BRB sempre serviu de cofre aberto para amigos de autoridades e moeda de troca com cargos na Seguradora BRB e empréstimos pessoais com pagamentos a perder de vista.

    Fonte: Blog do Mino

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here