Tribunal Superior Eleitoral nega registro da candidatura de Jaqueline Roriz

    22
    0
    COMPARTILHAR
    Por 6 x 1, o TSE negou na noite desta quinta-feira (11/9) o registro da candidatura da deputada Jaqueline Roriz (PMN), que tenta a reeleição. O processo é idêntico ao do ex-governador José Roberto Arruda (PR), que também está impedido de concorrer a novo mandato ao Palácio do Buriti. Os dois políticos ainda pretendem levar o caso ao Supremo Tribunal Federal (STF).
    Jaqueline Roriz e Arruda foram considerados ficha suja e, portanto, inelegíveis porque foram condenados em segunda instância, no mesmo processo, pelo Tribunal de Justiça do DF (TJDFT). Em vídeo, Jaqueline aparece recebendo dinheiro de Durval Barbosa, ao lado do marido, Manoel Neto. Para os desembargadores da 2ª Turma Cível do TJDFT, Arruda e Jaqueline integravam um esquema de compra de apoio político e praticaram ato de improbidade administrativa.
    Leia mais notícias em Cidades-DF
    Na sessão desta noite, o ministro Gilmar Mendes, como no caso do registro de Arruda, foi o único ministro do plenário do TSE a votar a favor do recurso da deputada Jaqueline Roriz que teve a candidatura negada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF). Os demais integrantes do TSE rejeitaram o recurso.

     
     
     
    Fonte: Correio Braziliense

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here