Conversando Reguffe, Rollemberg e Ronaldo Fonseca

    18
    0
    COMPARTILHAR

    Conversando Reguffe, Rollemberg e Ronaldo Fonseca

    O Corredor da Câmara Federal está ficando bastante movimentado, haja vista, que este momento começa a se tornar crucial para o sucesso nas urnas em outubro. Com o passo dado por Arruda no último fim de semana, deixando Gim como o provável candidato ao Senado na chapa com Liliane Roriz, outras candidaturas começam a ser articuladas.
    Com pesquisas na mão e feedback instantâneo nas redes sociais, o jogo começa ser desvendado, porém é válido informar que a confirmação das candidaturas e coligações se dará no final de junho e alguns nomes poderão ainda ser trocados faltando 20 dias para a votação.
     A candidatura do Senador Rollemberg demonstra sinais de que é irreversível, inclusive a cabeça de chapa, mas sabe também que não chegará muito longe se não conseguir atrair algumas legendas e nomes para oferecer ao eleitorado uma chapa alternativa às de Agnelo, Arruda, (PSDB) e Toninho.
    O Deputado Federal Reguffe lidera pesquisas com folga para o Senado, Câmara Federal e para o GDF fica atrás somente de Arruda, Roriz e Agnelo, porém tem dias difíceis pela frente. Isso porque o PT pressiona o PDT Nacional, por meio de Lupi, para que Reguffe faça composição com Agnelo, por ora, nada definido.
    Uma fonte do blog informou que a conversa entre Ronaldo Fonseca do PROS, Rollemberg e Reguffe, visava a construção da chapa majoritária envolvendo os três.  O Pros está na base do Agnelo, no entanto começa a ver dificuldades, tudo indica que o PT só cederia a vaga do Senado se fosse para Reguffe e a reeleição de Fonseca para Federal nesta coligação se torna muito complicada..
    Na conversa a três foi estudada a possibilidade de Fonseca ser o candidato ao Senado ou a vice-governador e trazer consigo os votos dos evangélicos e simpatizantes das causas defendidas por ele.
    Como neste momento tudo é articulação, faça você uma avaliação se essa chapa seria boa para o DF, uma coisa é certa, o DF terá uma eleição muito acalorada e repleta de acusações entre quem fez mais, quem menos se envolveu em escândalos, quem construiu, quem derrubou e etc.
    Para quem tem amor ao DF e espera que haja evolução na forma de fazer política, esses debates não serão nada produtivos para a Capital do País.
     

    Esdras Messias

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here