InícioBrasilTrabalhando pelo Caos: Com 600 mil mortos, CPI propõe pensão para órfãos...

Trabalhando pelo Caos: Com 600 mil mortos, CPI propõe pensão para órfãos de vítimas da covid-19 e aposentadoria por invalidez para quem ficar com sequelas da doença

O relator Renan Calheiros (MDB-AL), informou que vai sugerir em seu relatório final da CPI da covid, além de pensão para órfãos de vítimas da covid-19, uma aposentadoria por invalidez para pessoas que ficaram com sequelas em razão da doença.

Para um País que, só em 2020, gastou mais R$ 500 bilhões no enfrentamento à pandemia.

O montante corresponde ao que foi liberado de gastos relacionados à pandemia até 20 de dezembro (R$ 564,14 bilhões). O destaque nas despesas são os cinco meses de pagamentos do auxílio emergencial de R$ 600 para milhões de trabalhadores. Essa rubrica sozinha é responsável por R$ 230,78 bilhões dos gastos. Isso em 2020.

Há quem diga que a CPI trabalha pelo Caos no Brasil.

O formato do auxílio ainda está sendo desenhado pelos membros da comissão. Renan sugeriu o valor de um salário mínimo para os órfãos da Covid.

A partir do ano que vem o salário passa a ser de R$ 1.192.  O beneficiário receberia R$ 1 mil por mês até completar 18 anos.

Renan também quer incluir a covid na relação das doenças que pode ensejar aposentadoria por invalidez.

Hoje o Brasil ultrapassa em números de óbitos, 600 mil mortos, em decorrência da doença que assola todo o planeta e teve inicio na China, onde originalizou-se aumento o número de casos de coronavírus e a disseminação global.

Já imaginou se o governo tiver que dar pensão para os mais de 600 mil mortos no Brasil?

Vai Vendo!

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments