Início Brasil Jovem com facão invade escola, Mata três crianças, uma professora e uma...

Jovem com facão invade escola, Mata três crianças, uma professora e uma funcionária em Santa Catarina

276
0

Um jovem de 18 anos armado com um facão invadiu hoje uma creche municipal em Saudades, a 446 km de Florianópolis (SC), e desferiu golpes em crianças e adultos dentro do estabelecimento de ensino, segundo a Polícia Militar. A corporação confirmou ao menos cinco mortes, sendo três de crianças e duas mulheres.

A Polícia Civil informou que duas crianças morreram no local e uma terceira veio a óbito após atendimento médico no hospital em Saudades.

Todas são alunas da creche e tinham menos de dois anos, confirmou o delegado Jerônimo Marçal. Já entre as adultas, uma professora morreu no local e uma funcionária da creche foi hospitalizada, mas não resistiu.

Jovem invade escola com adaga e mata 3 crianças e professora em Santa Catarina

Caso aconteceu em creche municipal em Saudades, cidade no Oeste do Estado, na manhã desta terça-feira

ataque-escola-saudades.png

Um jovem de 18 anos, cuja identidade não foi informada, atacou e matou três crianças e uma professora com uma adaga, nesta terça-feira (4), em uma escola municipal de educação infantil em Saudades, no Oeste de Santa Catarina. As informações são do delegado responsável pelo caso, Jerônimo Marçal, em coletiva nesta manhã divulgada em vídeo pelo jornal local D’Ponta. Todas as crianças tinham menos de 2 anos, e a professora, segundo a polícia, por volta de 30 anos. Inicialmente, a informação era de que o ataque tinha sido feito por um menor, o que foi corrigido.

Na tragédia, uma funcionária também ficou ferida em estado grave e precisou ser encaminhada a um hospital de Chapecó. Outra criança também foi ferida, mas sem gravidade. Ainda de acordo com o delegado, o rapaz não tem passagem pela polícia e tentou se matar após o crime. Ele está intubado em um hospital em estado grave.

O ataque ocorreu por volta das 10h na Escola Infantil Pró-Infância Aquarela. Segundo a polícia, o agressor atingiu primeiro a professora, na entrada da escola. Ela correu para dentro de uma sala onde estavam as quatro crianças e outra funcionária da creche, onde o ataque continuou.

Saudades tem pouco mais de 9,8 mil habitantes, segundo dados do IBGE. O muncípio está a 600 quilômetros da capital, Florianópolis, e integra a microrregião de Chapecó.

O governador afastado de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva, lamentou o ataque em uma rede socia. Veja:

“Devastadora a notícia da chacina registrada no município de Saudades vitimando crianças e professores de uma creche na manhã desta terça-feira. Minha solidariedade às famílias, à comunidade escolar e a todos os moradores da acolhedora cidade do nosso Oeste. Todas as energias das forças de segurança da região devem ser empregadas no esclarecimento desse trágico episódio”, declarou.

A governadora em exercício, Daniela Reinehr , decretou luto de três dias em Santa Catarina. “Decreto luto oficial de três dias no Estado após a tragédia em Saudades, onde morreram crianças e professoras de um centro de educação infantil. Manifesto profunda tristeza e presto minha solidariedade. Determinei que o Governo dê todo o amparo necessário às famílias”, escreveu.

De acordo com a Polícia Civil, o jovem invadiu a escola por volta das 10h. Ele primeiro atacou uma professora de 30 anos que estava na entrada do prédio. A vítima chegou a correr do suspeito, mas foi alcançada pelo homem e morreu na escola.

Após atacá-la, ele teria entrado em uma sala de aula e desferido os golpes em crianças. No local havia quatro alunos e uma funcionária da escola na sala. “Ele começou a atacar a professora, que correu para uma sala onde tinham crianças.

Lá nessa sala, ele agrediu outras pessoas”, disse o delegado Jerônimo Marçal, em entrevista à Rádio Vale FM.

O autor do atentado foi levado ao Hospital Beneficente de Pinhalzinho, cidade vizinha.

O rapaz não tem passagem pela polícia. Saudades tem população de cerca de 9.000 pessoas e fica na região de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina.