InícioBrasilDelegado é preso por vender roupas falsificadas

Delegado é preso por vender roupas falsificadas

De acordo com o inquérito, suspeito é operador de um grupo criminoso composto por outros quatro delegados

Um delegado da Polícia Civil do Rio foi preso em flagrante, na manhã desta sexta-feira (12), por comercializar produtos falsificados. Segundo a Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM), o suspeito fundou uma empresa especializada em falsificar produtos em agosto de 2020, na época em que estava lotado na Corregedoria Interna da corporação.

Segundo a corporação, Marcelo Machado Portugal falsificava diversas marcas e armazenava o material em seu estabelecimento comercial e em sua casa, ambos na Tijuca, Zona Norte do Rio. Os produtos falsificados foram apreendidos. A Corregedoria Interna da corporação acompanha a ação.

De acordo com a DRCPIM, um outro homem, identificado como o empresário Alfredo Baylon Dias, também está sendo investigado por ser sócio da empresa. O juiz Bruno Arthur Mazza Vaccari Machado Manfrenatti, da 11ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, espediu um mandado de busca e apreensão contra os acusados. No entanto, o magistrado negou o pedido de prisão feito contra eles.

De acordo com o inquérito, Marcelo é operador de um grupo criminoso composto por outros quatro delegados. Esses policiais também são investigados.

Ainda conforme o inquérito, a empresa fundada pelo policial é uma das maiores estamparias da cidade do Rio. Registrada como Baylon Artigos do Vestuário e Acessórios LTDA e com o nome fantasia de Noah Impressão Digital, o comércio foi inaugurado em 3 de agosto de 2020, com capital social de R$ 200 mil.

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments