InícioBrasilTá esquentando! General Villas Bôas ironiza nota de Fachin do STF

Tá esquentando! General Villas Bôas ironiza nota de Fachin do STF

O ex-comandante do Exército Eduardo Villas Bôas – ou quem escreve em seu lugar nas redes sociais – não parece ter digerido as críticas feitas ao livro “General Villas Bôas, conversa com o comandante”, editado a partir de entrevista do general ao professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Celso de Castro.

O ex-comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, ironizou a manifestação do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin em relação a pressão de militares ao Poder Judiciário. Em seu perfil no Twitter, nesta 3ª feira (16.fev.2021) Villas Bôas comentou: “3 anos depois”.

A crítica de Fachin foi feita com base nos relatos do livro “General Villas Bôas: Conversa Com o Comandante”. Nele, o general diz que o texto publicado em seu Twitter “tratava-se de um alerta [ao STF], muito antes que uma ameaça”.

Em abril de 2018, pouco antes da decisão do STF sobre o pedido que poderia impedir o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fosse preso, Villas Bôas fez 2 publicações no Twitter citando as instituições brasileiras e o Exército.

O Exército Brasileiro julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à Democracia, bem como se mantém atento às suas missões institucionais”, escreveu ele na época.

O STF negou o pedido da defesa de Lula, do qual Fachin era relator. Na 2ª feira (15.fev.2021) o ministro disse por meio de uma nota (45 KB) que era “intolerável e inaceitável qualquer forma ou modo de pressão injurídica sobre o Poder Judiciário. A declaração de tal intuito, se confirmado, é gravíssima e atenta contra a ordem constitucional. E ao Supremo Tribunal Federal compete a guarda da Constituição”.

Nesta 3ª (16.fev), o ministro Gilmar Mendes utilizou o seu perfil no Twitter para reagir ao comentário irônico de Villas Bôas. Ele exaltou a harmonia e o respeito entre os poderes como valores fundamentais no Brasil. “A harmonia institucional e o respeito à separação dos poderes são valores fundamentais da nossa república. Ao deboche daqueles que deveriam dar o exemplo responda-se com firmeza e senso histórico: Ditadura nunca mais!, escreveu.

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments