InícioBrasilMais construções em área irregular são removidas no DF

Mais construções em área irregular são removidas no DF

DF Legal remove área irregular na Estrutural

Ações do GDF se desenvolvem para identificar e impedir ocupações desse tipo em toda a capital federal

EMANUELLE COELHO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA
Construções em situação irregular e ilegal serão desativadas /Foto: Divulgação/DF Legal

O Governo do Distrito Federal, por meio da DF Legal, iniciou nesta terça-feira (19) a retirada das construções irregulares em Santa Luzia, na Estrutural. Foram removidas 60 unidades habitacionais, entre barracos de alvenaria, madeira e lona. A estimativa é de que haja uma média de 300 novas construções na região para serem retiradas. Em janeiro, o governo removeu 900.

As novas edificações foram erguidas em uma área denominada de faixa de tamponamento, que é importante para a proteção de danos ambientais e que fica junto ao Parque Nacional de Brasília. Promover a legalidade e o crescimento ordenado é a principal preocupação do DF Legal. Sob o comando do auditor de carreira Georgeano Trigueiro Fernandes, o órgão tem trabalhado para identificar e coibir novas ocupações irregulares no DF.

900Total de construções irregulares removidas em janeiro deste ano

De acordo com Georgeano, a ocupação do local é antiga e teve início ainda junto com a Estrutural. Mas, no período compreendido entre o final de dezembro de 2018 e o início de janeiro de 2019, novas edificações começaram na região. Os invasores são da Cidade Estrutural e de outras regiões do DF.

“Começamos um planejamento para definir a melhor forma para realizar a ação”, pontuou Georgeano. “Verificamos, primeiramente, de onde essas pessoas são e o tempo de ocupação”.

As outras ocupações anteriores a dezembro de 2018 e janeiro de 2019, explica o auditor, vão ser removidas, ou as pessoas serão realocadas em outras moradias, conforme estudo feito pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab/DF).

O diretor-presidente do DF Legal explica que o órgão está trabalhando em um levantamento para identificar outros pontos irregulares e remoções que poderão ser feitas.

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments