InícioBrasilNova legislatura Velhos hábitos: Distritais assinam o ponto e fogem da votação

Nova legislatura Velhos hábitos: Distritais assinam o ponto e fogem da votação

Distritais assinam o ponto e fogem da votação: velhos hábitos na nova legislatura

Publicado em 07/03/2019 – 08:03CB.Poder

Eixo Capital/Por Helena Mader

O grande percentual de renovação da Câmara Legislativa não foi o suficiente para mudar antigas práticas da Casa. Os documentos oficiais da CLDF mostram que, nas 12 sessões ordinárias deste ano, as reuniões em plenário tiveram muito mais assinaturas de comparecimento do que deputados distritais efetivamente presentes. A praxe de assinar a folha de ponto e ir embora do plenário persiste. Em 13 de fevereiro, por exemplo, 23 distritais assinaram o documento que atesta a assiduidade mas, em plenário, na hora da votação, só havia 15 parlamentares.

Salário garantido, mesmo com ausência

Em 19 de fevereiro, só 10 deputados participaram da última das votações em plenário, de acordo com a ata da sessão. Já a folha de ponto, que garante o pagamento integral do salário, não registrou nenhuma falta. Ou seja, 14 distritais assinaram o atestado de presença, mas não acompanharam todas as votações.

Votações suspensas diante da falta de quórum

Em 26 de fevereiro, 23 parlamentares assinaram o atestado de comparecimento. Mas a contagem dos votos indica que só havia 14 distritais presentes no momento das deliberações. Naquele dia, foram apreciados vetos, créditos orçamentários, e os deputados debateram temas importantes, como as escolas militares. Em 27 de fevereiro, uma quarta-feira, a falta de quórum foi ainda mais grave: a sessão foi aberta e encerrada logo depois, porque não havia o número mínimo de parlamentares para o início dos debates.

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments