InícioBrasilCinco nomes largam para a corrida ao Buriti: "Rodrigo Rollemberg, governador do...

Cinco nomes largam para a corrida ao Buriti: “Rodrigo Rollemberg, governador do DF: A população não quer a volta dos demônios que roubaram e saquearam a nossa cidade”

Rodrigo Rollemberg, governador do DF: A população não quer a volta dos demônios que roubaram e saquearam a nossa cidade

O PSB de Rodrigo Rollemberg reúne cerca de 11 mil pessoas para confirmar o projeto de reeleição do governador. Além do PT, mais três siglas definem candidatos ao GDF. Até 5 de agosto, outros sete concorrentes podem entrar na disputa

A exatas 10 semanas do primeiro turno das eleições, o cenário da disputa pela liderança do Buriti começa a ser desenhado. O governador Rodrigo Rollemberg (PSB), Júlio Miragaya (PT), Fátima Sousa (PSol), Antônio Guillen (PSTU) e o major Paulo Thiago (PRTB) tiveram as candidaturas lançadas pelos partidos em convenções realizadas na tarde de ontem. Até 5 de agosto, pelo menos mais sete nomes devem ser oficializados na disputa pelo Executivo local.

O primeiro compromisso de Rollemberg como candidato à reeleição reuniu uma multidão. Cerca de 11 mil pessoas, segundo a Polícia Militar, recepcionaram o socialista durante a convenção regional do PSB, no Salão de Múltiplas Funções do Cave, no Guará. O som de samba, rap e axé antes do discurso confirmaram o cenário de festa e, por volta das 10h, o governador chegou ao local, caminhando entre o público e recebendo abraços. Ao microfone, Rollemberg destacou os feitos dos três anos e meio de governo, como o combate à crise hídrica, o fechamento do Lixão da Estrutural e a diminuição na taxa de homicídios.

Rollemberg também fez ataques à corrupção. “A população não quer a volta dos demônios que roubaram e saquearam a nossa cidade. Para os demônios, temos um recado: Brasília vai lavar a jato toda a demagogia, toda a irresponsabilidade e toda a corrupção”, declarou. A fala é uma referência ao discurso de Jofran Frejat (PR), que desistiu da candidatura ao Buriti dizendo que “não venderia a alma ao diabo”. O termo vem ganhando adeptos e foi usado também pela deputada federal Erika Kokay (PT) na convenção do PT (leia abaixo).

Nesta semana, a corrida ao Buriti ganhou mais dois nomes apresentados por chapas de grupos de centro-direita. Na sexta-feira, a frente do senador Cristovam Buarque (PPS) anunciou o deputado federal e ex-governador-tampão Rogério Rosso (PSD) como candidato, enquanto o antigo grupo que apostava em Frejat agora tem como pré-candidato o ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no DF (OAB/DF) Ibaneis Rocha.

Além deles, Eliana Pedrosa (Pros), Izalci Lucas (PSDB), Paulo Chagas (PRP), Peniel Pacheco (PDT) e Alexandre Guerra (Novo) têm até o próximo domingo para fechar alianças e oficializar as candidaturas.


Apoio

O presidente regional do Partido Verde (PV), Eduardo Brandão, e o deputado distrital Chico Leite (Rede), pré-candidato ao Senado, participaram do evento do PSB. Na quarta-feira, a Rede confirmou apoio à reeleição de Rollemberg, que também havia fechado com o PV. O chefe do Buriti voltou a confirmar que ainda não tem um vice definido, mas que um nome se destaca entre as possibilidades. “Estamos esperando concluir o processo de coligações para escolher o vice. Mas, hoje, muito provavelmente será o (Eduardo) Brandão”, afirmou, no fim da convenção.

Além de Rollemberg, o PSB lançou a ex-secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão Leany Lemos ao Senado (veja Páreo definido). À Câmara dos Deputados, foram lançados sete nomes, incluindo o da ex-governadora Maria de Lourdes Abadia. Para o cargo de deputado distrital, são 35 candidatos, incluindo Luzia de Paula e Juarezão, que buscam a reeleição.

No âmbito nacional, Rollemberg voltou ao palanque para declarar apoio ao candidato à Presidência da República pelo PDT Ciro Gomes. “Acho que tem de acabar com a polarização entre PSDB e PT, que levou o Brasil a essa situação. Então, entendo que Ciro Gomes é uma boa alternativa”, opinou. O problema é que a Rede de Chico Leite tem candidata própria ao principal cargo do país, a acriana Marina Silva. “O Chico sabe da minha opção, e a Marina também terá o seu palanque no DF, mas a posição que eu defendo é que o PSB nacional apoie Ciro”, explicou o governador.

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, afirmou, durante a convenção de ontem, que ainda não há uma decisão sobre o apoio da sigla. Além de Ciro Gomes, o partido está dividido entre apoiar o PT ou liberar os diretórios regionais. (Vídeo)

Confira os concorrentes definidos até agora:


PSB

Governador: Rodrigo Rollemberg

Vice-governador: indefinido

Senadora: Leany Lemos

Deputado federal: sete candidatos

Deputado distrital: 35 candidatos


PSol

Governadora: Fátima Sousa

Vice-governadora: Keka Bagno

Senadores: Chico Santana e 

Marivaldo Pereira

Deputado federal: 15 candidatos

Deputado distrital: 24 candidatos


PT

Governador: Júlio Miragaya

Vice-governador: Cláudia Farinha

Senador: Wasny de Roure e Marcelo Neves

Deputado federal: indefinido

Deputado distrital: indefinido


PSTU

Governador: Antônio Ricardo 

Martins Guillen

Vice: Eduardo Rennó Zanata

Senado: professor Robson da Silva

Deputado federal: Elcimara Souza

Deputado distrital: Edson da Silva

PRTB

Governador: Paulo Thiago

Vice-governador: indefinido

Senador: Átila Lima

Deputado federal: indefinido

Deputado distrital: indefinido

(*) Pedro Grigori – Fotos: Carlos Vieira/CB/D.A.Press – Blog – Correio Braziliense

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments