InícioBrasilAproveitando que os holofotes estão em Lula, Temer pede suspender de denúncia...

Aproveitando que os holofotes estão em Lula, Temer pede suspender de denúncia contra Ele.

Presidente quer que eventual denúncia seja suspensa até PGR concluir investigações sobre se delatores da JBS omitiram informações; expectativa é que MPF apresente nova acusação.

Por Renan Ramalho e Mariana Oliveira, G1 e TV Globo, Brasília

Imagem mostra o presidente Michel Temer (Foto: Adriano Machado/Reuters)

A defesa do presidente Michel Temer pediu novamente ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quarta-feira (6), que uma eventual nova denúncia contra ele, pela Procuradoria Geral da República (PGR), seja suspensa. O Ministério Público Federal prepara uma nova acusação.

Os advogados de Temer também pediram ao Supremo a suspensão de eventuais novos inquéritos que possam vir a ser abertos para investigar o presidente.

Pedido semelhante já havia sido apresentado na semana passada, mas a defesa do presidente repetiu a solicitação com base na decisão da PGR de revisar o acordo de delação da JBS.

A defesa de Temer argumenta ser preciso aguardar a conclusão das investigações sobre suposta omissão por parte dos delatores.

“Faz-se necessário a sustação de qualquer nova medida do chefe do Parquet Federal em desfavor de Michel Temer, seja porque parte dos fatos ora noticiados denota a completa invalidade da prova produzida no bojo das delações, seja porque foi ratificada a arguição de suspeição do procurador-geral da República para atuar à frente dos casos que envolvam o chefe da nação”, diz o pedido.

Em outro trecho do documento, os advogados de Temer também apontam, outra vez, suposta parcialidade de Rodrigo Janot em investigá-lo e, por isso, diz ser preciso afastá-lo de investigações.

Desde que passou a ser investigado no STF, a partir da delação da JBS, Temer tem questionado a forma como o acordo foi negociado, principalmente pelo envolvimento do ex-procurador Marcello Miller no caso.

O presidente diz que Miller deveria ter cumprido quarentena, período de inatividade entre a saída dele da PGR e a atuação como advogado.

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments