InícioPHS, PTN, DEM e PROS: Governo faz ofensiva sobre partidos nanicos para...
Array

PHS, PTN, DEM e PROS: Governo faz ofensiva sobre partidos nanicos para aprovação de reformas

Por aprovação de reformas, governo faz ofensiva sobre partidos nanicos

Em busca de apoio para conseguir aprovar as reformas na Câmara, principalmente a da Previdência, o governo deu início a uma ofensiva até sobre os partidos nanicos na Casa.

Na negociação, essas legendas pleiteiam cargos no terceiro escalão do Executivo e oferecem, em troca, a garantia de que a maioria de suas bancadas votará a favor das reformas.

Com cinco deputados, o PROS negocia com o Planalto uma diretoria do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). No início do governo Michel Temer, a sigla chegou a ter a presidência do órgão, com Gastão Vieira. Em dezembro de 2016, porém, ele foi substituído por Silvio Pinheiro, indicado pelo DEM.

Na última quinta-feira, 20, o governo também trocou o presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) para atender o PTN, sigla que tem 13 deputados e que ameaçava deixar a base aliada ou votar contra as reformas, caso não conseguisse o cargo. Para atender o partido, Temer teve de abrir mão de uma indicação pessoal, do então presidente, Antônio Henrique Pires, para nomear Rodrigo Dias, indicado pelo PTN.

Com sete deputados, a negociação com o PHS é “caso a caso”. Segundo fontes do governo, o partido pleiteia diretorias em órgãos do terceiro escalão e deve ser atendido. Entre os nanicos, a sigla é a que mais preocupa: na primeira votação da urgência da reforma trabalhista, cinco deputados foram contra. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Estadao Conteudo

 

 

Informa Tudo DF

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments