InícioAgressão no hospital do Paranoá
Array

Agressão no hospital do Paranoá

Idoso sofre agressão em hospital do Paranoá

Foto: Divulgação/whatsapp

Raphaella Sconetto
raphaella.sconetto@jornaldebrasilia.com.br

Não bastasse ter de lidar com a precariedade dos hospitais públicos, o desempregado Joel Pereira de Souza, 63 anos, precisou tratar em casa os ferimentos feitos por um policial militar e um vigilante do Hospital Regional do Paranoá. As agressões teriam ocorrido na última sexta-feira, quando o idoso foi visitar a mulher, que está internada.

Joel relembra a forma em que encontrou a companheira. “Ela estava amarrada, sem comer. Aí eu a desamarrei”, conta. Ao ir embora, o idoso teria sido surpreendido pelo segurança. “Ele me passou uma rasteira e jogou um spray”, completa.

Devido ao efeito do gás lacrimogêneo, Joel foi ao banheiro lavar o rosto. Ali, o vigilante e um policial teriam agredido o idoso novamente. “Fecharam a porta para me bater. Depois me jogaram para fora do hospital”.

O hospital abriu sindicância. Em nota, a Polícia Militar informou que, segundo o relato do policial, o idoso portava uma faca e estaria nervoso. “Para evitar que alguém se ferisse, houve o uso progressivo da força. Por isso, foi necessário o uso do gás para retirar o homem”, alega.

Joel contesta a versão. “Estão tentando mentir. Em momento nenhum reagi”, critica. A ocorrência foi registrada na 6ª DP. Fonte: Jornal de Brasilia

Informa Tudo DF

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments