Sandra Faraj: Nota de repudio à atitude do Sinpro

    18
    0

    A parlamentar continua aberta ao diálogo com a representação dos professores

    Mais uma vez o Sindicato dos Professores do Distrito Federal utiliza de argumentos mentirosos para ferir o exercício da democracia na nossa cidade. Nesta sexta-feira (25/05), durante audiência pública na Câmara Legislativa do Distrito Federal, alguns militantes daquela entidade, sob argumentos frágeis e infundados, tentaram impedir o amplo debate sobre o Projeto de Lei Escola Sem Partido.

    A deputada distrital Sandra Faraj…(SOLIDARIEDADE), autora e mediadora da audiência pública, pediu por diversas vezes que a ordem fosse estabelecida abrindo espaços para inscrição organizada de pronunciamentos.

    Alguns membros do sindicato atacaram verbalmente populares e seguranças. Pela conduta intempestiva e radical, o departamento de segurança da Câmara Legislativa solicitou a retirada daqueles que tumultuavam a sessão.

    Infelizmente, o diretor do Sinpro, Manoel Alves da Silva Filho, também se retirou da mesa, deixando o debate da categoria que ele representa sem se posicionar. A deputada Sandra Faraj lamentou a ausência do debate e criticou o posicionamento daqueles sindicalistas que “deixaram o campo do debate para sair para o campo da agressão verbal e física”.

    A parlamentar continua aberta ao diálogo com a representação dos professores e deixou seu gabinete à disposição para apresentação de emendas e sugestões que aprimorem o projeto de Lei Escola Sem Partido.

    Fonte: Assessoria da deputada Sandra Faraj