Operários do Estádio Mané Garrincha ganham entradas para jogos

    30
    0

                            

    Operários do Estádio Mané Garrincha ganham entradas para jogos      

    selo copa
    Foram distribuídos 8,2 mil tíquetes para jogos que ocorrerão em Brasília

    “É uma emoção muito grande receber um convite para assistir a um jogo de Copa do Mundo no lugar onde você deixou seu suor”, resume o ex-operário do Estádio Mané Garrincha Nilo Costa, 34 anos. Com uma entrada para a partida entre Colômbia e Costa do Marfim, no dia 19 de junho, às 13h, o bombeiro hidráulico vibrou com o reconhecimento.

    Nilo é um dos trabalhadores da arena presenteados com tíquetes para partidas da primeira fase do Mundial. Repassados pela FIFA às empresas responsáveis pela construção dos 12 estádios do torneio, os ingressos são da categoria quatro. Em Brasília, o Consórcio Brasília 2014, que faz a distribuição, definiu os seguintes pré-requisitos: ter atuado mais de três meses na obra e atender a critérios de assiduidade e pontualidade. São, ao todo, 8,2 mil tíquetes.

    Premiado com acesso ao jogo entre Suíça e Equador, no dia 15 de junho, o operador de manipulação Marcos Ramos, 23, está feliz da vida. O brasiliense, que trabalhou na obra durante um ano e dois meses, virá de Mato Grosso do Sul, onde mora atualmente, para ir com os ex-colegas à arena que ajudou a construir. “Não é Brasil, mas não importa. Vou assistir a um jogo de futebol numa obra que eu vi nascer”, diz, emocionado.

    Outro trabalhador sorteador para o mesmo jogo, o operador de plataforma Wesley Ferreira, 26, vai assistir à disputa entre Suíça e Equador, marcada para 15 de junho, às 13h. As entradas são entregues de forma aleatória. Elas ficam empilhadas e com as informações viradas para baixo.

    O Mané Garrincha foi uma obra realizada pelo Governo do Distrito Federal e empregou 14 mil trabalhadores, que ganharam qualificação profissional. A arena comemorou um ano de inauguração no dia 18 de maio, e já atingiu a marca de 800 mil espectadores em 41 eventos importantes. Depois da Copa do Mundo, o estádio receberá as Olimpíadas, em 2016, e a Universíade (maior evento esportivo universitário do mundo), em 2019.