InícioAgnelo assina expansão do Metrô, que prevê 1ª estação da Asa Norte
Array

Agnelo assina expansão do Metrô, que prevê 1ª estação da Asa Norte

Outras quatro estações serão construídas em Samambaia e Ceilândia. Estimada em R$ 700 milhões, obra será executada com recursos do PAC

 
O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, assinou nesta sexta-feira (13) o projeto de expansão da linha do Metrô, que prevê a construção de cinco novas estações – incluindo a primeira da Asa Norte – no prazo de dois anos. Ao todo, serão 7,5 quilômetros a mais de via. As obras, que ocorrerão com recursos do PAC, passaram por análise da Caixa antes de serem liberadas. Os custos foram estimados em R$ 700 milhões.
Linhas e estações do Metrô do Distrito Federal (Foto: Metrô-DF/Reprodução)

Linhas e estações do Metrô do Distrito Federal (Foto: Metrô-DF/Reprodução)
Na Asa Norte, os trens deverão chegar às proximidades do Setor Comercial Norte, na altura do hospital regional. As outras quatro novas estações serão construídas em Ceilândia e em Samambaia. Juntas, as cinco devem receber mais 30 mil passageiros. A licitação também prevê a modernização dos sistemas de energia, comunicação, sinalização e controle.
Atualmente, o serviço conta com 24 estações, que ligam Ceilândia e Samambaia à Rodoviária do Plano Piloto, passando pelo Guará, Águas Claras e Taguatinga. Os trens recebem aproximadamente 140 mil pessoas por dia. O maior fluxo é na Central, por onde passam 20 mil usuários diariamente.
Segundo o Metrô, há também o projeto para abertura de mais três estações na Asa Sul, nas quadras 104, 106 e 110. Além disso, a Estrada Parque, em Águas Claras, já está concluída, aguardando maior concentração populacional na região para entrar em operação.
Expresso DF
A assinatura aconteceu durante a inauguração da primeira etapa do BRT Expresso Sul, na presença da presidente Dilma Rousseff. Apesar da entrega oficial, o novo sistema de transportes já funcionava em fase de testes desde abril e ainda não tem previsão para começar a funcionar.
A primeira fase do novo sistema de transporte, também chamado de Expresso DF Sul, recebeu investimento de R$ 562 milhões.  O Eixo Sul tem 43,8 quilômetros de extensão e, quando estiver em operação, deve fazer o trajeto em 40 minutos – atualmente, o percurso entre a região de Santa Maria e o Plano Piloto é feito em até uma hora e meia.
Os novos ônibus articulados vão transitar 24 horas por dia em uma faixa exclusiva. Cada veículo pode transportar até 130 pessoas. A primeira etapa do sistema conta com 10 estações, 10 passarelas e 22 viadutos e pode transporte em apenas uma viagem 130 pessoas.
 
Do G1 DF
RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments