DF registra 12 homicídios durante o feriado de Carnaval

    20
    0
     
    Polícia apreendeu 12 armas nos pontos de folia na capital

    Na madrugada desta quarta-feira (5), dois homens se desentenderam no Gran Folia. Segundo a Polícia Militar, a briga começou depois que o homem assediou uma mulherDivulgação

    De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, pelo menos 12 pessoas foram assassinadas durante o período de sexta-feira (28) até a madrugada desta quarta-feira (5). O órgão ainda comparou os dados com o período correspondente ao ano passado, mas ao que tudo indica, o Carnaval de 2014 foi menos violento de que em 2013.   
    O chefe do Departamento Operacional da PMDF, coronel Jailson ferreira Braz, disse que os pontos principais de folia não tiveram ocorrências graves. Mesmo com a grande concentração de pessoas, as festas se mantiveram tranquilas
    — Pela quantidade de pessoas que participaram dos festejos, o número de ocorrências graves foi pequena. Nós lamentamos muito o óbito que ocorreu nessa madrugada, na área da Rodoviária do Plano Piloto e, ao que tudo indica, se tratou de um crime passional.
    Segundo o coronel, 12 armas foram apreendidas em todo o DF, sendo uma delas, um revólver calibre .38, na área central de Brasília. Muitas facas e estoques foram encontrados com foliões que estavam participando das festas e várias pessoas foram presas. 

    As delegacias que mais registraram ocorrências foram a 1ª DP (Asa Sul), 2ª DP (Asa Norte) e 5ª DP (área central de Brasília), regiões de grande número de foliões durante o feriado. As principais ocorrências foram de furto e roubo de celulares e confusões com agressões físicas. A área entre a Rodoviária do Plano Piloto e o Gran Folia registrou as ocorrências mais graves. 
    Na madrugada desta quarta-feira (5), dois homens se desentenderam no Gran Folia. Segundo a Polícia Militar, a briga começou depois que o homem assediou uma mulher. Ela estava acompanhada por um homem armado que atirou duas vezes contra o folião. Ele foi socorrido por amigos e levado para o Hospital de Base do DF, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local. 
    Um esfaqueamento também foi registrado na mesma área durante de terça-feira (4). A vítima foi socorrida por bombeiros e policiais. A PM chegou a localizar uma pessoa armada com faca, mas o amigo da vítima não o reconheceu como autor da tentativa de homicídio.

    fonte: R7