As denúncias serão apuradas pelo Tribunal de Contas da União

    26
    0

    A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados vai apurar denúncias de fraude na venda de lotes do programa Minha Casa, Minha Vida no Distrito Federal. A fiscalização foi sugerida pelo deputado Izalci (PSDB-DF), por meio da Proposta de Fiscalização e Controle 126/13, que foi aprovada pela comissão.
    Segundo o parlamentar, há suspeitas de que as associações responsáveis pela indicação dos beneficiários do programa venham cobrando pelo serviço.
    Dessa forma, quem tem dinheiro para pagar à associação ganha preferência na compra do lote e as pessoas de baixa renda acabam preteridas. Os preços cobrados pela indicação, segundo reportagem publicada no dia 27 de maio pelo jornal Correio Braziliense, variam entre R$ 15 e 20 mil. Leia mais