Início Brasil Felipe Belmonte, vice-presidente do Aliança Pelo Brasil, quer concluir as assinaturas do...

Felipe Belmonte, vice-presidente do Aliança Pelo Brasil, quer concluir as assinaturas do partido até abril de 2021

133
0
COMPARTILHAR

De acordo com Belmonte, “estamos trabalhando para complementar as assinaturas necessárias e esperamos que a Justiça Eleitoral faça a análise dos apoiamentos o mais breve quanto seja possível”.

O vice-presidente nacional do Aliança Pelo Brasil, o advogado Luís Felipe Belmonte, tem percorrido o país de norte a sul, na consolidação da legenda para as eleições de 2022.

Belmonte tem sempre ressaltado em suas entrevistas que “estamos fazendo um partido para as próximas gerações”. De acordo com ele, a sigla está em processo de coleta de assinaturas em todo país e a expectativa é que esteja pronto para as eleições de 2022. “Temos uma grande parte de apoiadores. Estamos trabalhando para complementar as assinaturas necessárias e esperamos que a Justiça Eleitoral faça a análise dos apoiamentos o mais breve quanto seja possível”, afirmou.

VEJA TAMBÉM: Aliança Pelo Brasil: Paranoá-DF terá evento para coleta de assinaturas do novo partido do Presidente

Ao ser questionado sobre as últimas declarações de Bolsonaro, Belmonte afirmou: “A única orientação que tenho do presidente é para fazer o partido ficar pronto. Continuo com o mesmo propósito, mas se depois de pronto ou até antes disso tiver outra opção, é uma questão de conveniência política dele”, disse Belmonte.

A reportagem, Felipe Belmonte, disse que continua trabalhando para deixar a legenda pronta e entregá-la a Bolsonaro a tempo da campanha por um novo mandato. Belmonte afirmou, no entanto, que ele pode optar por outro partido.

Encontro do Aliança Pelo Brasil em Fortaleza nesta sexta-feira (25). Foto: Divulgação

Legendas como Progressistas, PSL, Republicanos, PTB, Patriota e PL já acenaram para Bolsonaro. De acordo com Belmonte, caso o presidente decida por um deles, e o Aliança se torne realidade depois, a nova sigla estará na base de apoio. “Não há nenhum problema em relação a isso”, disse Belmonte.

Luís Felipe Belmonte, é um dos principais articuladores na formação do novo partido, e quer concluir a legenda até abril do ano que vem. No Brasil, São necessários 492 mil apoios para a criação de um partido político.

Fonte: Redação do Agenda Capital / Por  Delmo Menezes

Aliança Pelo Brasil: Paranoá-DF terá evento para coleta de assinaturas do novo partido do Presidente