Início Notícias Goiás Eleições na Ride-DF: Caiado garante o comando do DEM

Eleições na Ride-DF: Caiado garante o comando do DEM

18
0
COMPARTILHAR
Participação ativa do governador Ronaldo Caiado garantiu que partido obtivesse bom desempenho

Além do bom desempenho a nível nacional, com candidatos eleitos já em primeiro turno em Curitiba, Florianópolis e Salvador, o Democratas (DEM) também se sagrou vitorioso em boa parte das eleições municipais entre as 33 cidades que compõem a Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal (Ride-DF).

Foram 13 eleitos na Ride-DF para o partido recordista em candidaturas no estado goiano. Foram 10.285 candidatos lançados pela sigla presidida pelo governador Ronaldo Caiado, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Para o governador e alto mandatário do partido, a expressa votação representa ainda mais se computados os candidatos de outros partidos, mas apoiados pelo DEM e por ele próprio. “Eu participei da campanha de vários prefeitos, como os de Valparaíso, Novo Gama, Formosa e Padre Bernardo.

Formamos uma expressiva base de governo, sobretudo no Entorno de Brasília”, comentou o chefe do Executivo estadual ao Jornal de Brasília.

Para Caiado, o resultado configura uma aprovação popular ao seu mandato à frente do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, sede do governo goiano.

“São um ano e 11 meses sem escândalos no âmbito estadual; além disso, eu trabalhei muito no Entorno, levando segurança, educação e, principalmente, saúde”, comenta o governador, referindo-se aos hospitais de campanha montados em Formosa e Luziânia para tratamento de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus.

“Prêmio”

Para ele, mesmo longe da sede do poder estadual, o Entorno premiou o partido de centro-direita pela atuação dos parlamentares e gestores do DEM ao redor do Brasil. “Nossa atuação cresceu nos últimos anos, e a eleição mostrou uma concordância do povo com nosso modo de agir”, vaticinou.

Ainda assim, conforme disse ao JBr., é cedo para pensar em efeitos no pleito geral de 2022.

O DEM vinha em baixa no cenário eleitoral. Antônio Carlos Magalhães Neto, presidente nacional do partido, mostrava-se preocupado com a fuga não só de filiados, mas de candidatos ligados à legenda depois da onda anti-establishment que desestabilizou o universo político em 2018.

Tanto é que apenas dois dos 27 governadores no país eram ligados ao Democratas – além de Caiado, Mauro Mendes, do Mato Grosso, representam a agremiação nos mandatos iniciados em janeiro do ano passado.

Contagem

A varrida do DEM secou a fonte das Prefeituras para outras legendas. O Progressistas (PP) tradicional no interior goiano, elegeu apenas quatro prefeitos na Ride – Abadiânia, Alexânia, Cidade Ocidental e Pirenópolis, onde a vitória de Nivaldo Melo está sub-júdice.

O Podemos venceu a corrida em Formosa e Arinos (MG), enquanto o MDB, do governador Ibaneis Rocha, saiu vencedor em Valparaíso, com a reeleição de Pábio Mossoró, e Barro Alto, com professor Álvaro. O PDT também garantiu dois municípios: Cabeceiras e Buritis. O PSB venceu em Cavalcante.

Fonte: Jornal de Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here