Início Brasil Antes de tomar posse, Decotelli pede demissão do Ministério da Educação!

Antes de tomar posse, Decotelli pede demissão do Ministério da Educação!

118
0
COMPARTILHAR

Urgente: Decotelli pede demissão do Ministério da Educação antes mesmo de tomar posse

Nomeado na quinta-feira (25), Decotelli saiu do cargo antes mesmo de tomar posse. Dados em seu currículo foram desmentidos por várias instituições de ensino

Carlos Alberto Decotelli, nomeado ministro da Educação na última quinta-feira (25) pediu demissão do cargo na tarde desta terça-feira (30). Ele redigiu uma carta pedindo a saída do cargo após seu currículo ter sido questionado diversas vezes.

O presidente Jair Bolsonaro teria se irritado com as inconsistências no currículo do ministro nomeado. A carta de demissão chega nas mãos do presidente no dia em que Decotelli tomaria posse. O presidente aceitou o pedido mas ainda não definiu o quem assumirá a pasta.

Instituições como a Fundação Getúlio Vargas (FGV) e a Universidade de Wuppertal, na Alemanha, desmentiram informações sobre sua formação acadêmica. Na noite de ontem, a FGV soltou uma nota informando que Decotelli não foi pesquisador ou professor efetivo na instituição, apenas foi apenas professor colaborador nos cursos de Educação Continuada.

Polêmicas

Além da FGV, a Universidade de Wuppertal, na Alemanha, negou que o ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli da Silva, tenha obtido pós-doutorado na instituição. Desta forma, a universidade desmente Decotelli, que afirma, em seu currículo Lattes, que obteve o pós-doc em Wuppertal.

A universidade confirmou a informação ao Jornal de Brasília na manhã de segunda-feira (29). “Carlos Decotelli não adquiriu um título em nossa universidade. A Universidade de Wuppertal não pode fazer declarações sobre títulos adquiridos no Brasil”, conta a instituição, em nota.

A instituição explica que Decotelli esteve na instituição por três meses, de janeiro a março de 2016, para uma pesquisa de três meses na disciplina ministrada pela professora Dra. Brigitte Wolf, que dava aulas de teoria do design, com foco em metodologia, planejamento e estratégia.

Outra instituição que desmentiu dados presentes em seu currículo foi a Universidade de Rosário, na Argentina. Segundo a universidade, Decotelli cursou créditos na instituição, mas não defendeu tese alguma, sendo, portanto, desmentido pelo reitor da instituição.

Fonte:Jornal de Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here