Início Brasília R$ 75 Milhões por ano: Projeto que extingue verba indenizatória da CLDF...

R$ 75 Milhões por ano: Projeto que extingue verba indenizatória da CLDF volta a tramitar na casa

50
0
COMPARTILHAR

Projeto que extingue verba indenizatória volta a tramitar na CLDF

Proposta teve mais de 20 mil assinaturas, mas a Casa não reconheceu legitimidade. Teor será reapresentado com autoria de distritais

FILIPE CARDOSO/ESP. PARA O METRÓPOLES

Arquivado por falta de assinaturas mínimas, o projeto de iniciativa popular Câmara+Barata será reapresentado na Câmara Legislativa (CLDF), mas com nova versão e de forma desmembrada. Serão dois projetos de resolução e um de lei para abrigar todos os temas.

Os novos textos serão assinados por vários deputados distritais. A decisão foi anunciada nesta terça-feira (03/12/2019) após reunião entre parlamentares e o Observatório Social de Brasília (OSB), entidade que idealizou a matéria.

Entre as propostas do documento, estão o fim da verba indenizatória, a diminuição dos gastos dos gabinetes e a criação de mecanismos para controle e transparência da Casa.

“Demos, hoje, um passo importantíssimo na redução de custos da CLDF e no fortalecimento da participação social. Vou trabalhar para construirmos o diálogo dentro da Casa e aprovarmos a proposta”, afirmou o distrital Leandro Grass (Rede).

“Estamos há um ano esperando essa manifestação formal da Casa sobre o andamento do projeto. Hoje, foi um grande passo. Nossa missão agora é conseguir que outros deputados apoiem a proposta e tenhamos a primeira aprovação no começo do ano que vem”, explicou o coordenador do Câmara+Barata, Guilherme Brandão.

Arquivamento

A CLDF arquivou o projeto de lei que reduzia os gastos dos parlamentares e promovia economia aos cofres públicos. O texto chegou a ter mais de 22 mil nomes, mas a assessoria jurídica da Casa não reconheceu a legitimidade das assinaturas digitais e informou que não havia a quantidade de firmas necessárias.

A proposta extinguia a verba indenizatória, reduzia a de gabinete e limitava os gastos com publicidade institucional na CLDF. A estimativa era que fosse gerada uma economia de cerca de R$ 75 milhões por ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here