Início Brasil Boeing 737 com 143 passageiros a abordo…

Boeing 737 com 143 passageiros a abordo…

304
0
COMPARTILHAR

Boeing 737 com 143 passageiros a abordo aterra em Rio depois de falha

136 pessoas e sete tripulantes escaparam ilesos enquanto outros 21 passageiros foram parar ao hospital com “ferimentos ligeiros”.

Na aeronave seguiam 143 pessoas, todas sobreviveram (há apenas 21 feridos a registar). A forte trovoada que se fazia sentir pode ter sido a causa do acidente.   

Um Boeing 737 que transportava 143 pessoas (entre passageiros e tripulação) falhou a aterragem na pista da base militar de Jacksonville, no estado norte-americano da Florida, e foi parar ao rio. Segundo o The Guardian não há qualquer vítima mortal, apenas alguns feridos ligeiros.

Este voo-charter militar da Miami Air International estava a tentar aterrar no meio de uma trovoada e vinha da Baía de Guantanamo, em Cuba. Segundo relatos oculares a aeronave terá derrapado da pista e deslizado para o rio St. Johns.

As autoridades locais afirmam que 136 pessoas e sete tripulantes escaparam ilesos enquanto outros 21 passageiros foram parar ao hospital com “ferimentos ligeiros”. O mayor de Jacksonville afirmou na sua conta de Twitter que, depois de garantida a segurança de todos os envolvidos, as autoridades estava a trabalhar para controlar o derrame de combustível no rio. “o avião não ficou submerso. Todas as pessoas estão vivas e contabilizadas”, afirmou também o gabinete do xerife desta cidade.

À CNN, um dos passageiros do voo explicou que a aeronave tinha descolado com um atraso de quatro horas e que fez uma aterragem inicial (a na pista, antes de deslizar para o rio) “muito dura”, com trovões e relâmpagos por todo o lado.

“Quando descemos, o avião bateu literalmente no chão e saltou, estava claro que o piloto não tinha o controlo total da aeronave, ele ainda saltou mais uma vez”, disse o mesmo passageiro. A testemunha em questão afirma ter batido com a cabeça na mesa de plástico do banco da frente quando o avião deu uma guinada lateral e saiu da pista. “Estávamos dentro de água, não conseguíamos perceber se tínhamos ido parar a um rio ou ao oceano.” Há relatos de que as máscaras de oxigénio funcionaram normalmente e de que havia um forte cheiro a combustível já no exterior, quando os passageiros saiam para a água. A grande maioria das pessoas que iam a bordo estavam ligadas ao exército norte-americano.

A Miami Air International é uma companhia charter que trabalha com uma frota de vários aviões da Boeing, do modelo 737-800.

Artigo atualizado às 10h50

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here