Início Brasil Deu Ruim! PF conclui Inquérito dos Portos: Temer é indiciado por corrupção

Deu Ruim! PF conclui Inquérito dos Portos: Temer é indiciado por corrupção

16
0
COMPARTILHAR
Brasília(DF), 23/11/2016 - Posse do Ministro da Educação Roberto Freire _ Palácio do Planalto. Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

Documento foi entregue ao ministro Luís Roberto Barroso, relator no STF. Foram pedidas prisões de quatro pessoas, entre elas o coronel Lima

Rafaela Felicciano/Metrópoles
Ana Helena Paixão

A Polícia Federal entregou na tarde desta terça-feira (16/10) o relatório final do Inquérito dos Portos, que investiga o presidente Michel Temer, ao ministro Luís Roberto Barroso, relator do caso no Supremo Tribunal Federal (STF). O documento pede o indiciamento de Temer e mais 10 pessoas por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Entre os indiciados estão: o ex-assessor especial da Presidência e ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (MDB); João Baptista Lima Filho, coronel aposentado e amigo do presidente, e sua mulher, Maria Rita; pessoas ligadas à empresa Argeplan, do ex-militar; empresários da Rodrimar; e a filha de Temer, Maristela.

Confira a lista completa de indiciados:
1. Michel Miguel Elias Temer Lulia
2. Rodrigo Santos da Rocha Loures
3. Antônio Celso Grecco
4. Ricardo Conrado Mesquita
5. Gonçalo Borges Torrealba
6. João Baptista Lima Filho
7. Maria Rita Fratezi
8. Carlos Alberto Costa
9. Carlos Alberto Costa Filho
10. Almir Martins Ferreira
11. Maristela de Toledo Temer Lulia

A PF pediu ainda o sequestro e bloqueio de bens de todos os indiciados, assim como a prisão preventiva dos seguintes investigados:
1. João Baptista Lima Filho
2. Carlos Alberto Costa
3. Maria Rita Fratezi
4. Almir Martins Ferreira

O relatório foi remetido por Barroso à Procuradoria-Geral da República (PGR), a fim de que o órgão se manifeste em até 15 dias, decidindo se acata ou não a denúncia e procedimentos solicitados pela Polícia Federal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here