Início Brasil Em culto na Assembleia de Deus, Meirelles recebe apoio do ministro Ronaldo...

Em culto na Assembleia de Deus, Meirelles recebe apoio do ministro Ronaldo Fonseca

60
0
COMPARTILHAR

Ex-ministro Henrique Meirelles recebe o apoio da Assembleia de Deus para disputa a Presidência da República. Foto: Reprodução

Ex-representante da Fazenda foi chamado de “pai das finanças” na Assembléia de Deus.

Por Agência Estado

Em culto realizado com lideranças da Assembleia de Deus do Belém nesta segunda-feira (16/7), na capital paulista (SP), o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles (MDB) recebeu oração e apoio para sua pré-candidatura à Presidência da República.

Convidado para um encontro de obreiros, do qual participam apenas homens com cargos na igreja, Meirelles subiu ao púlpito do templo ao lado do ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Ronaldo Fonseca, que é membro da Assembleia de Deus.

O líder da igreja, pastor José Wellington Bezerra da Costa, chamou o presidenciável de “pai das finanças” e pediu aos fiéis para pensarem em votar nele nas eleições. “Irmãos, ao meu ver, ele é um candidato em potencial para ser o nosso futuro presidente da República”, afirmou o pastor, dizendo acreditar que, depois do pleito de outubro, o país vai dar um “salto” de desenvolvimento.

Após o apoio do representante religioso, o ministro Ronaldo Fonseca disse que, no meio dos evangélicos, os pastores não obrigam os fiéis a votar em ninguém, mas “orientam” sobre a melhor escolha. “Não é hora de aventura, não é hora de querer brincar com esse momento do Brasil”, disse Fonseca.

O ministro destacou que há outros pré-candidatos com “boas referências”, mas Meirelles é um “xerife da economia”, pois foi chamado pelo ex-presidente Lula e por Michel Temer para cargos no Executivo.

Em sua fala, o emedebista pediu oração por ele e pelo país. O pré-candidato destacou o trabalho feito por ele no Ministério da Fazenda e disse que “com fé e determinação” foi possível tirar o Brasil da recessão.

“Esta palavra, esses princípios de retidão, honestidade, tudo na minha vida foi pautado por isso”, destacou o ex-ministro. “Nunca houve uma acusação, uma palavra, pois meus princípios de austeridade, de retidão, são como os princípios ensinados pelo pastor José Wellington.”

O presidenciável recebeu uma oração por sua campanha e por um eventual mandato. A jornalistas, ele disse que foi convidado para o culto e, como cristão, segue os mesmos princípios dos evangélicos.

Diferenças de histórias

Contando já ter maioria no MDB para ser escolhido como candidato a presidente, Meirelles rebateu, nesta segunda (16), críticas do senador Renan Calheiros (MDB-AL), que vem trabalhando contra sua pré-candidatura e a favor de o partido liberar os diretórios regionais.

Após Renan chamar Meirelles de “ridículo”, o ex-ministro afirmou que o movimento contra sua candidatura é “minoritário e isolado” e serve para mostrar quais são as diferenças de opiniões e “história pessoal”.

“Sempre encorajei a divergência de opiniões, acho positiva para a democracia, para o Brasil e principalmente para traçar diferenças e demonstrar quais são as opiniões e qual é a diferença de história pessoal”, declarou Meirelles.

Informações da Ag. Estado

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here