Início Notícias Brasil Rollemberg ouve demanda do setor atacadista

Rollemberg ouve demanda do setor atacadista

21
0
COMPARTILHAR
Em debate com empresários do setor nesta sexta-feira (1º), o governador Rodrigo Rollemberg respondeu perguntas relacionadas a temas como desenvolvimento e economia. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

Em debate com empresários do setor nesta sexta-feira (1º), Rollemberg respondeu perguntas relacionadas a temas como desenvolvimento e economia

MARIANA DAMACENO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, participou nesta sexta-feira (1º) de debate com representantes do setor atacadista. No Encontro Empresarial 2017, organizado pelo Sindicato do Comércio Atacadista do DF (Sindiatacadista) em um restaurante no Setor de Clubes Sul, eles discutiram oportunidades e desafios para a área.

Em debate com empresários do setor nesta sexta-feira (1º), o governador Rodrigo Rollemberg respondeu perguntas relacionadas a temas como desenvolvimento e economia
Em debate com empresários do setor atacadista nesta sexta-feira (1º), o governador Rodrigo Rollemberg respondeu perguntas relacionadas a temas como desenvolvimento e economia. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

Os temas foram divididos em quatro áreas: desenvolvimento, situação tributária, política e economia. Os empresários apresentaram demandas, como a criação de um polo atacadista no DF.

“Brasília tem vocação para ser um grande polo atacadista. Para isso, precisamos ter áreas e outros instrumentos”, disse o governador. Ele acrescentou que determinou à Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) e à Secretaria de Economia, Desenvolvimento, Inovação, Ciência e Tecnologia que identifiquem possíveis espaços que possam ser colocados à disposição do setor produtivo.

Rollemberg ainda destacou medidas que o governo tem tomado para garantir o desenvolvimento econômico do Distrito Federal, como a lei que permite ao DF conceder a organizações incentivos fiscaissimilares aos oferecidos por outras unidades da Federação.

“Sinto que estamos iniciando um novo momento na economia da cidade, que vai garantir a criação de empregos e de renda.”

EDIÇÃO: PAULA OLIVEIRA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here