Início Notícias Brasil Restaurante Comunitário do Paranoá é reaberto

Restaurante Comunitário do Paranoá é reaberto

78
0
COMPARTILHAR

Unidade funciona para almoço, das 11 às 14 horas, com capacidade para servir 1,3 mil refeições em média

MARYNA LACERDA, DA AGÊNCIA BRASÍLIA

Restaurante Comunitário do Paranoá foi reaberto nesta quinta-feira (9). Às 11 horas, passou a servir refeição completa, com suco e sobremesa, ao custo de R$ 1 para inscritos no Cadastro Único do DF (CadÚnico) e de R$ 2 para o público em geral.

O Restaurante Comunitário do Paranoá foi reaberto nesta quinta-feira (9). Às 11 horas, passou a servir refeição completa, com suco e sobremesa, ao custo de R$ 1 para inscritos no CadÚnico e de R$ 2 para o público em geral. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

O espaço estava fechado desde 19 de setembro deste ano, quando chegou ao fim o acordo emergencial em vigor.

Após processo licitatório, quem assume a operação é a Vogue Alimentação e Nutrição. O custo é de R$ 4,1 milhões por ano e o contrato poderá ser renovado por igual período.

No primeiro semestre de 2017, o Restaurante Comunitário do Paranoá serviu 75,2 mil refeições, com média diária de 1,3 mil. De janeiro a outubro, as 14 unidades do DF ofereceram 4 milhões de refeições.

Restaurantes comunitários servem comida saudável e barata

Os restaurantes comunitários são equipamentos públicos de segurança alimentar e nutricional responsáveis pelo preparo de refeições saudáveis e pela venda a preços acessíveis.

O objetivo é garantir à população em situação de vulnerabilidade social o acesso à alimentação adequada.

A reabertura da unidade do Paranoá é fundamental para Charles Santana Dias, de 32 anos, ter acesso a comida de qualidade. O vigilante costumava frequentar o local pelo menos uma vez por semana, especialmente em dias de feijoada. “Quando ele fechou, foi uma perda para muita gente aqui, por causa do preço acessível e da possibilidade de uma refeição balanceada. A melhor coisa é o restaurante ser reaberto”, afirma.

O restaurante do Paranoá emprega 23 funcionários, todos moradores da região administrativa.

A seleção de trabalhadores cumpre também uma função social, de acordo com Maurício Paz Martins, subsecretário de Segurança Alimentar e Nutricional da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos. “O efeito de uma unidade como essa na comunidade vai além de matar a fome. Elas empregam mão de obra local.”

Governo complementa valor da refeição

Para permitir uma refeição barata, o governo complementa o valor. De acordo com a Secretaria do Trabalho, o subsídio é de, em média, R$ 4,80 por prato.

Em novembro de 2016, o restaurante comunitário no Sol Nascente passou a oferecer também o café da manhã a R$ 1.

Quem tem direito a pagar R$ 1

O almoço custa R$ 1 para os inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) do governo de Brasília que sejam membros de família com renda mensal de até R$ 2.811 (o equivalente a três salários mínimos) ou de até R$ 440 per capita. Pessoas que não se enquadram nesses perfis pagam R$ 2.

Para se inscrever no CadÚnico, é preciso ligar para o telefone 156 e marcar atendimento em um dos centros de referência de assistência social (Cras).

Restaurante Comunitário do Paranoá

Das 11 às 14 horas

Área Especial, Quadra 2, Lote A, próximo à Feira Livre

EDIÇÃO: MARINA MERCANTE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here