Início Notícias Brasil Sinpol lança dispositivo que contabiliza número de crimes no DF

Sinpol lança dispositivo que contabiliza número de crimes no DF

38
0
COMPARTILHAR

O Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol) lançou hoje (15) o Criminômetro, um dispositivo digital móvel com mais de três metros de altura e que informará a população sobre o número de crimes cometidos no DF.

O dispositivo contabiliza, em tempo real, a partir dos boletins de ocorrência, os crimes cometidos no Distrito Federal durante os dois anos e sete meses da gestão do governador do DF, Rodrigo Rollemberg, como homicídios, latrocínios, estupros, roubos, sequestros, entre outros. Nesta terça, o Criminômetro contabilizava mais de 600 mil crimes.

O lançamento ocorreu durante uma assembleia da categoria que cobrou do governador mais investimentos na área de segurança pública.

De acordo com o Rodrigo Franco Gaúcho, presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol), foram registrados mais de 600 crimes por dia, uma média de um crime a cada dois minutos. “Isso indica que são vidas que nós estamos perdendo e patrimônio que o cidadão está perdendo”, disse.

Segundo Franco, a Polícia Civil do Distrito Federal encaminhou uma proposta orçamentária ao governo do DF para 2018 com uma série de investimentos para melhoria na prestação do serviço para a população, com o investimento em equipamentos, armas, recomposição salarial (a categoria pede equiparação ao salário da Polícia Federal), mais delegacias e contratação de policiais.

De acordo com o presidente da Sinpol, a categoria quer que o governador marque uma reunião para que possa ser discutido a negociação salarial dos policiais. Franco disse que, caso o governador não considere a proposta, o DF continuará sofrendo com o aumento da violência.

Em contrapartida, o secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Edval Novaes, afirmou que a pasta é a única autorizada a passar dados oficiais de criminalidade no DF. Ele ainda disse não saber a metodologia do sindicato para obter os seus números, portanto informou que não comentaria sobre as estatísticas da entidade.

Em entrevista ao JBr., o secretário falou sobre a onda de criminalidade que assola a capital federal e as medidas que vêm sendo tomadas pelo GDF para devolver a paz aos brasilienses. Confira aqui a entrevista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here