Início Notícias Brasil Obras de ligação das barragens de Santa Maria e do Descoberto começaram...

Obras de ligação das barragens de Santa Maria e do Descoberto começaram no DF

210
0
COMPARTILHAR

Adaptação é permanente, vai custar R$ 500 mil e será concluída até fim desta semana, segundo GDF. Previsão é que sejam transportados 250 mil litros de água por segundo para Descoberto.

Por Elielton Lopes, G1

Barragem de Santa Maria, no Distrito Federal, em imagem feita na temporada de chuvas, em abril de 2015 (Foto: Toninho Tavares/GDF)Barragem de Santa Maria, no Distrito Federal, em imagem feita na temporada de chuvas, em abril de 2015 (Foto: Toninho Tavares/GDF)

Barragem de Santa Maria, no Distrito Federal, em imagem feita na temporada de chuvas, em abril de 2015 (Foto: Toninho Tavares/GDF)

As obras de interligação do reservatório de Santa Maria com a barragem do Descoberto, no Distrito Federal, começaram neste domingo (30) em um reservatório da Caesb no Parque da Cidade. O projeto é uma das medidas do governo para amenizar a crise hídrica no DF. A intervenção deve ser concluída até o fim da semana, segundo o GDF.

A previsão é de que 250 litros de água por segundo sejam transferidos para o Descoberto até o fim desta semana, quando a obra deve ficar pronta para uso. Após a conclusão, serão feitas adaptações no reservatório do Cruzeiro e, com isso, a quantidade de litros por segundo que será transportada de um reservatório a outro deve subir para 700.

Barragem do Descoberto, que abastece 65% da população do Distrto Federal e que está com menos de 40% de sua capacidade, nível mais baixo da história (Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília)Barragem do Descoberto, que abastece 65% da população do Distrto Federal e que está com menos de 40% de sua capacidade, nível mais baixo da história (Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília)

Barragem do Descoberto, que abastece 65% da população do Distrto Federal e que está com menos de 40% de sua capacidade, nível mais baixo da história (Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília)

Já existe uma adutora da Caesb que leva água do Descoberto para Santa Maria e, com a intervenção na rede, será possível fazer o contrário. A adaptação é permanente e, segundo o governo, vai curtar R$ 500 mil.

Com a captação de águas do Lago Paranoá e a conclusão do subsistema Bananal, com previsão para o fim deste ano, 1,4 mil litros de água por segundo serão despejados no reservatório de Santa Maria. Após a interligação, o volume será dividido com a barragem do Descoberto.

Empréstimo

Na última quarta-feira (26), o governador Rodrigo Rollemberg esteve em São Paulo para pedir empréstimo de três válvulas e instrumentos de controle de pressão ao governador, Geraldo Alckmin.

Máquinas começam obra emergencial de captação de água no Lago Paranoá, em Brasília (Foto: Tony Winston/GDF/Divulgação)

Máquinas começam obra emergencial de captação de água no Lago Paranoá, em Brasília (Foto: Tony Winston/GDF/Divulgação)

As peças, que ainda não chegaram, devem ser usadas nas obras de interligação dos subsistemas. Por enquanto, as intervenções são feitas com material próprio da Caesb. Serão gastos cerca de R$ 20 milhões com todas as obras de interligação dos sistemas, segundo o GDF.

O governo pretende usar os equipamentos emprestados por pouco tempo e abriu licitação para comprar os materiais. A empresa fornecedora, no entanto, pediu um prazo de 90 dias para entrega.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here