Por cobrança de propina, Duas Servidoras da Administração de Samambaia são presas

    52
    0
    COMPARTILHAR

    Servidoras de administração do DF são presas por cobrança de propina

    Dupla exigiu R$ 9 mil por alvará de construção de empresa em Samambaia.
    Administração de Samambaia investiga e diz que vai exonerar funcionárias.

    Alexandre BastosDo G1 DF

    Fachada da Administração Regional de Samambaia, no Distrito Federal, que teve caixa eletrônico explodido na madrugada desta quinta-feira (8) (Foto: Polícia Militar/Divulgação)Fachada da Administração Regional de Samambaia, no Distrito Federal, que teve caixa eletrônico explodido na madrugada desta quinta-feira (8) (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

    Duas servidoras da administração regional de Samambaia, no Distrito Federal, foram presas na manhã desta terça-feira (20) por suposta cobrança de propina na liberação de documentos. Segundo a denúncia, a dupla pediu R$ 9 mil para agilizar o alvará de construção de uma empresa.

    Em nota, a administração regional afirmou que vai apurar o caso e exonerar as servidoras, que ocupam cargos de confiança. O caso é investigado pela 21ª Delegacia de Polícia (Samambaia).

    A denúncia foi feita por um empresário que atua em Samambaia e tentava alvará para construir em um lote da região, incentivado pelo Pró-DF II. Ao falar com as duas funcionárias, uma delas teria exigido o depósito de R$ 9 mil para emitir o documento.

    O flagrante foi combinado com os policiais civis, que “vigiaram” um novo encontro do empresário com as servidoras. A vítima entregou o dinheiro em um envelope e deixou o local. Em seguida, equipes da Polícia Civil anunciaram a prisão.

    Regina Lúcia Araújo Soares, de 44 anos, e Aline Fonseca Nascimento de Souza, de 31 anos, devem responder pelo crime de concussão – quando um funcionário público constrange o cidadão para obter vantagem indevida.

    Se condenadas, elas podem pegar de 2 a 8 anos de reclusão, além de multa. De acordo com o Portal da Transparência, elas recebem salários de R$ 1.947,99 e  R$ 1.830,65, respectivamente. Fonte: G1 DF.

    Informa Tudo DF