O Governo das Perdas: Hospital do Gama perde 1 Milhão por falta de projeto

    19
    0
    COMPARTILHAR
    De acordo com a decisão do Tribunal de Contas da União, a partir do ano que vem, o GDF perde a gestão do Fundo Constitucional. Os recursos do FCDF destinados às áreas de saúde, segurança e educação ficarão sob responsabilidade da União.
    Tem mais, agora… HOSPITAL DO GAMA DEIXAR DE RECEBER 1 MILHÃO POR FALTA DE PROJETO

    dialysiAtendendo ao pedido da Ubret, o deputado federal Ronaldo Fonseca destinou uma emenda de 1 milhão de reais para atendimento de pacientes em hemodiálise no hospital do Gama.

    Mas o Governo do Distrito Federal manifestou impossibilidade de seguir em frente com a emenda do deputado, argumentando que o Ministério da Saúde não apresentou projeto para esta área, o que impossibilita o governo de investir recurso para o fim proposto pelo parlamentar.

    O deputado federal Ronaldo Fonseca recebeu, em seu gabinete a presidente da União Brasiliense de Renais e Transplantados – Ubret, senhora Adriana Galdino, que apresentou a necessidade dos pacientes que fazem hemodiálise na rede pública.

    Segundo as entidades que representam aos doentes renais, 80 por cento dos equipamentos de hemodiálise da rede pública não tem contrato de manutenção, ou seja, quando quebram não são consertados. Atendendo ao pedido da Ubret, o deputado federal Ronaldo Fonseca destinou uma emenda de 1 milhão de reais para atendimento de pacientes em hemodiálise no hospital do Gama.

    Mas o Governo do Distrito Federal manifestou impossibilidade de seguir em frente com a emenda do deputado, argumentando não ter projeto para esta área, o que impossibilita o governo de investir recurso para o fim proposto pelo parlamentar. Além disso, segundo o governo, o HRG precisa de reformas estruturais e um investimento apenas para esta área específica seria desproporcional.

    Para não perder o recurso destinado, o deputado decidiu remanejar a emenda para a compra de ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU. O valor da emenda apresentada será suficiente para a aquisição de cerca de 6 veículos. Fonseca recebeu em seu gabinete o gerente de apoio ao serviço pré-hospitalar móvel de urgência, Rafael Vinhal da Costa e sua equipe, que manifestou apoio a compra imediata das ambulâncias reiterando que, caso não sejam adquiridos novos veículos, o atendimento à população ficará comprometido.

    Diante da impossibilidade da aplicação do recurso para o hospital do Gama, como proposto, e, considerando a importância da compra de ambulâncias para a população, o deputado concordou com o remanejamento da emenda.

    img-20160610-wa0001Ronaldo Fonseca (foto) lamenta que não haja um projeto para atender os pacientes que fazem hemodiálise no hospital do Gama, e vai cobrar do GDF uma solução para essa demanda.

    Mas, por entender que o recurso destinado à saúde não pode ficar comprometido, e que a compra das ambulâncias também é de fundamental importância para a saúde pública, aceitou a sugestão do Governo e a emenda foi destinada para a compra das ambulâncias.

    Informa Tudo DF