Rollemberg “Mostrando a que veio”: GDF dá sinal verde para contratação de 2.275 novos servidores em 2017

    26
    0
    COMPARTILHAR

    Mesmo impedido de contratar por estar acima do limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), gastando mais do que pode da sua arrecadação com a folha de pessoal, o Governo do DF vai contratar 2.275 novos servidores em 2017. As contratações constam na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o ano que vem, publicada nesta sexta-feira (5/8) no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF).

    As vagas vão custar R$ 215,3 milhões aos cofres públicos. As contratações, entretanto, estão sujeitas à disponibilidade financeira e orçamentária.  Além disso, está previsto o desembolso de mais R$ 104 milhões com aumentos de salários e reestruturação de carreiras.Entre os órgãos que têm autorização para reforçar o quadro no ano que vem estão a Câmara Legislativa, o Tribunal de Contas do DF (TCDF) e o Metrô (veja relação abaixo). Mas serão as secretarias de Saúde (630) e Educação (600) que vão contratar o maior número de funcionários. Em relação ao reajustes e reestruturação de carreiras, apenas a Câmara e o TCDF tiveram sinal verde para aumentar salários dos seus servidores.

    O governador Rodrigo Rollemberg (PSB), entretanto, vetou o reforço no quadro de pessoal da Defensoria Pública, do Departamento de Trânsito do DF (Detran) e da Procuradoria-Geral do DF. também foram vetados pelo chefe do Executivo local reajustes e reestruturação de carreiras para os servidores da Defensoria, Secretaria de Educação e a Secretaria da Criança.

    De acordo com o GDF, muitas dessas vagas serão preenchidas por concursos já em andamento e dentro do período de validade.

    Confira as contratações previstas:

     

    TCDF – 33 vagas em cargos de nível superior, além de 10 vagas em cargos de nível médio. O último concurso para órgão foi realizado em 2014. Na ocasião, foram oferecidas 19 vagas para o cargo de auditor de controle externo, com salário oferecido foi de R$ 12.401,38.

    Câmara Legislativa – A Casa poderá realizar concurso público para a contratação de até 75 novos servidores. A remuneração inicial é R$ 5 mil chegando a mais de R$14 mil.

    Fundação Hemocentro de Brasilia – São 80 vagas, sendo 50 para analista de atividades e 30 para técnico de atividades. Os vencimentos variam de R$ 3.120 a R$ 6 mil.

    Controladoria-Geral do Distrito Federal – 15 vagas no cargo de Auditor de Controle Interno, com salário de R$ 12 mil para nível superior completo, em qualquer área de formação. O último concurso aconteceu em 2013.

    Secretaria de Planejamento – 20 vagas para auditor de controle interno

    Procon – 39 vagas ao total, sendo 18 para fiscal, 15 para analista e seis para técnico

    Secretaria de Cultura – 70 vagas, sendo 10 para músicos, 30 para analista de atividades culturais e 30 para técnico de atividades culturais

    Secretaria da Criança – 220 vagas, sendo 40 para especialistas socioeducativo, 150 para atendente de reintegração socioeducativa e 30 para técnico socioeducativo

    Adasa – 25 vagas, sendo 15 para regulador de serviços públicos, 3 para advogados e 7 para técnico de regulação de serviços públicos

    Codhab – 50 vagas, sendo 20 de nível superior e 30 para médio

    Metrô – 208 vagas, sendo 54 para analista metroferroviário, 86 para operador de transporte metroferroviário e 38 de técnico metroferroviário

    Secretaria de Saúde – 630 vagas, sendo 30 em auxiliar em Saúde, 100 de especialista, 300 de médicos, 200 de técnico em saúde

    Secretaria de Segurança Pública – 200 vagas para agente de atividades penitenciárias

    Secretaria de Educação – 600 professores de educação básica. Fonte: Metropoles.

    Informa Tudo DF