Na papuda, Rollemberg inaugura dois blocos, valor R$ 9,9 milhões

    37
    0
    COMPARTILHAR

    Dois blocos do Centro de Detenção Provisória são inaugurados

    Governador Rollemberg discursa durante inauguração do Centro de Detenção Provisória.
    O governador Rodrigo Rollemberg destacou que a abertura dos blocos resulta em melhores condições para as pessoas que estão no sistema prisional, ainda que de forma provisória, aguardando pena. Foto: Mariana Costa/SSP-DF

    O governo de Brasília inaugurou dois blocos do Centro de Detenção Provisória (CDP) do Complexo Penitenciário da Papuda na manhã desta quarta-feira (25). Juntas, as novas unidades têm capacidade para 400 pessoas, cada uma com 3,5 mil metros quadrados. Os espaços terão cantina, pontos de controle, consultórios e locais destinados à ressocialização dos presos.

    “É um ambiente com arquitetura e engenharia modernas, que atende aos protocolos internacionais de direitos dos presos, com arejamento e iluminação, para que eles possam receber um tratamento adequado e proporcional”, afirmou a secretária da Segurança Pública e da Paz Social, Márcia de Alencar Araújo.

    A obra entregue hoje integra convênio firmado entre o governo de Brasília e o Ministério da Justiça. Foram investidos R$ 9,9 milhões, sendo R$ 5,4 milhões do Executivo local e R$ 4,5 milhões do Departamento Penitenciário Nacional, da pasta federal. Quarenta agentes penitenciários trabalharão no local.

    A população carcerária na Papuda é de 14,8 mil presos. O governador Rodrigo Rollemberg destacou que a abertura dos blocos resulta em melhores condições para as pessoas que estão no sistema prisional, ainda que de forma provisória, aguardando pena. “Toda vez que a gente humaniza o atendimento do detento, a gente amplia as possibilidades da reinserção social”, afirmou. “Ao mesmo tempo em que vamos melhorar as condições dos presos provisórios, não consigo celebrar a inauguração de um presídio. Gostaria que, a cada centro de detenção entregue, fossem inauguradas dez escolas”, acrescentou.

    Além do Centro de Detenção Provisória, duas alas na Penitenciária Feminina do Distrito Federal, a Colmeia, do Gama, foram construídas e devem ser entregues ainda neste semestre. Será a mesma estrutura do CDP, além de um complexo para servir de creche aos filhos das detentas. fonte: Agencia Brasilia.

    Informa Tudo DF