No Paranoá: a chegada ao poder e suas traições

    26
    0
    COMPARTILHAR
    Foto emblemática. Roberto Charles(ajoelhado) e José Alves Rodrigues( em pé) já desconfiava que algo estava errado.

    A política e suas entranhas. Aconteceu algo inusitado nas Administrações  do Paranoá e Itapoã. As cidades são vizinhas e o metiê político é mesmo. Recentemente as satélites ganharam novos administradores. No Paranoá entrou Roberto Charles apadrinhado pela deputada distrital Liliane Roriz(PTB).Já no Itapoã entrou o ex-padre Alessander Capalbo.

    Ambos são moradores das cidades e de certa forma merecem essa oportunidade. Enquanto a isso, tudo bem.

    Mas todo inicio de história precisa ser bem escrita. Nesta terça-feira,3, como de hábito estava cobrindo os bastidores da Câmara Legislativa quando eu ouvi um bochicho e fui conferir. Um líder morador do Paranoá me contou que José Rodrigues Alves, liderança comunitária da cidade e diretor do Jornal das Cidades sofreu uma baita traição.

    Rodrigues tinha um cargo na administração do Itapoã estava tranquilo e favorável, com as bençãos do ex-padre. A doce Liliane Roriz(foto) e Roberto Charles prometeram a chefia de gabinete ao pobre iludido. Rodrigues foi exonerado do Itapoã. E adivinha? Sua nomeação como prometido não saiu. Entrou um forasteiro no lugar. Pobre José! Ficou de mãos abanando.
    Nem cargo no Itapoã e  muitos menos Paranoá. Deu ruim.
    Para não haver dúvidas fui até o Diário Oficial conferir a história. A exoneração estava lá, sem dó nem piedade e muito menos explicações. O estranho de tudo é que não consegui falar com os envolvidos. Nem o exonerado e muito menos os exoneradores.
    E mais: conheço com a palma da mão a política das duas cidades. Os seus personagens, mentores, vídeos misteriosos e algumas coisas nada republicanas tenho decorado. Se eu for contar os bastidores atuais e passados rende 1 mês de matérias. Fonte: Radio Corredor.
    Informa Tudo DF