GDF convoca 69 professores e 29 médicos aprovados em concursos

    24
    0
    COMPARTILHAR

    Aprovados têm 30 dias para posse; governo não descarta novas nomeações.
    MP cobrou contratação; medida não fere Lei de Responsabilidade, diz GDF.

    Fachada do Palácio do Buriti, sede do governo do Distrito Federal (Foto: Lucas Nanini/G1)

    O governo do Distrito Federal nomeou 29 médicos e 69 professores nesta quinta-feira (7). As convocações visam a completar vagas que não foram preenchidas por candidatos aprovados em concurso. Os profissionais têm 30 dias para tomar posse e iniciar as atividades.

    Na saúde, o último concurso foi realizado em 2014. Foram convocados 1.056 médicos no ano passado – 722 (68%) tomaram posse. Os 29 novos profissionais devem atuar nas áreas de anestesiologia, clínica médica, gastroenterologia e radioterapia.

    O local onde eles devem trabalhar não
    foi informado. O governo também não descartou novas nomeações ao longo
    do ano.

    A convocação de professores é para preencher vagas de candidatos que não tomaram posse em concurso realizado em 2013. Houve 240 aprovados em 2014, quando 171 (71%) tomaram posse. Eles lecionarão nas disciplinas de artes, atividades, biologia, educação física, filosofia, geografia, física, história, língua portuguesa, inglês, espanhol, química e sociologia.

    Para o governo, a medida atende os princípios de “conveniência e oportunidade” e foi tomada com a preocupação de não comprometer os serviços públicos essenciais.

    “As contratações podem ser feitas nas áreas de educação, saúde e segurança – desde que sejam para repor a força de trabalho em casos de exoneração, demissão, destituição de cargo em comissão, aposentadoria, morte e perda do cargo.”

    Lei de Reponsabilidade
    As nomeações ocorrem após o Ministério Público do DF afirmar que o governo precisava aumentar o efetivo de servidores para suprir a falta de profissionais em áreas estratégicas. Na rede pública de saúde, 1,3 mil médicos deixaram o cargo desde o início do ano passado e ainda há previsão de mais 1 mil aposentadorias. Do G DF.

    Informa tudo DF