Tchal Tchal PT

    41
    0
    COMPARTILHAR

    Crise interna pode consolidar saída de dois deputados do PT

    A confusão tem o deputado Chico Vigilante como pivô, que teria tomado decisões à revelia dos demais parlamentares

    A Rede de Sustentabilidade está prestes a se tornar partido político – o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julga hoje o pedido de registro do partido da ex-senadora Marina Silva – e o clima no PT é favorável à saída de pelo menos dois distritais para a nova agremiação.
    A crise interna tem o deputado Chico Vigilante  como pivô, que teria tomado decisões à revelia dos demais parlamentares. Com isso, Chico Leite  e Cláudio Abrantes  se afastam cada vez mais da sigla.No dia em que a Câmara Legislativa fez uma sessão itinerante, em Planaltina, com a presença de três dos quatro deputados petistas, Vigilante resolveu convocar a imprensa para criticar o pacote de medidas de corte de gastos e aumento de tarifas e impostos anunciado pelo governador Rodrigo Rollemberg.

    Os colegas de bancada se irritaram. Ao governador, Vigilante apresentou um conjunto de propostas, que não teriam sido discutidas com toda a bancada.

    Mas ele  diz que não está preocupado com o que pensam os colegas, “que são adultos”. “Estou preocupado com a crise do DF, tenho colaborado sobremaneira para que a gente amenize. Não tenho tempo a perder com satisfação”, rechaçou.

    Cláudio Abrantes ainda é dúvidaAté o discreto deputado Wasny de Roure reconhece a animosidade no partido: “De fato, a gente tem esse tipo de problema, mas vamos ter que tratar isso no interior da bancada”. A personalidade de Chico Vigilante é apontada como um problema. “Ele acha que todos têm que seguir a orientação que ele dá”, reconhece o petista.

    Os próprios colegas de bancada dão a saída de Chico Leite como certa. Na véspera – e na expectativa – de a Rede ser consolidada, ele não quis comentar o assunto. Outro deputado distrital – Joe Valle (PDT) – estaria de malas prontas também para o partido de Marina Silva. Mas, enquanto a Rede não for realidade e a estratégia de saída dos atuais partidos não for definida, eles negam.

    Dúvida  

    Petistas se dividem com relação à saída de Cláudio Abrantes. Recém chegado à Casa, ele tomou posse como suplente de Michel (PP), que agora é conselheiro do Tribunal de Contas do DF. Figura  respeitada no partido, a ex-deputada Arlete Sampaio tem trabalhado para que ele permaneça. Mas o clima interno pode ser definitivo para que Cláudio troque de legenda.

    Sobre o assunto, ele desconversa: “Eu estou chegando agora”. Se tem crise no PT? “O que eu espero de qualquer partido é que haja conversa nas bancadas. Que as posições sejam, discutidas, acertadas, combinadas”, resume ele.

    A rede vem aí

    Pelo menos três distritais estão ansiosos com a sessão de hoje do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), já que o julgamento do registro da Rede de Sustentabilidade está na pauta.

    A ex-ministra e ex-senadora Marina Silva deve acompanhar a decisão do Plenário do TSE.  Informações do Jornal de Brasília.

    Informa Tudo DF

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here