Saúde e Educação devem parar, amanhã (24), por 24 horas

    35
    0
    COMPARTILHAR

    Na quarta-feira (24/Set) uma grande paralisação de servidores da Saúde e da Educação do GDF está prevista para ocorrer, por 24 horas. A greve acontecerá em protesto ao não reajuste que deveria incorporar a última parcela das gratificações de atividades, concedidas pelo ex-governador, Agnelo Queiroz (PT), suspensas pelo atual, Rodrigo Rollemberg (PSB).

    A suspensão dos reajustes que só devem ser pagos em 2016, isso porque, de acordo com o chefe do Executivo, o GDF não tem dinheiro para efetuar os pagamentos.

    Mais grave que isso, há o risco iminente de o GDF não conseguir realizar sequer o pagamento dos salários. A informação foi passada em reunião realizada ontem com entidades Sindicais que o GDF informou que está tentado conseguir recursos para garantir os pagamentos junto ao Governo Federal.

    Salários podem atrasar

    Com isso o GDF a única certeza que o governo deu aos representantes das entidades sindicais é que os valores devidos relativo aos reajustes que serão pagos em 2016 não entrarão em exercício findo, recurso que desobrigaria Rollemberg a efetuar os pagamentos dos valores devidos.

    O GDF marcou uma nova reunião para segunda-feira (28/Set), ocasião em que confirmará se conseguiu ou não, obter recursos para honrar com o pagamento de setembro, a ser pago até o quinto dia útil de outubro.

    Na Saúde

    Os sindicatos ligados á Saúde do DF já se mobilizam e devem oferecer ônibus para levar os servidores até a Praça do Buriti. Informações do politica distrital.

    Informa Tudo DF