NO ENCONTRO DE BLOGUEIROS, RENATO RAINHA DIZ QUE TCDF ESTÁ DE OLHO NA GESTÃO DE ROLLEMBERG PARA IMPEDIR ROMBOS

    14
    0
    COMPARTILHAR

    1-DEOLHONASCONTASHá um ditado popular  que brasileiro só fecha a porta depois de roubado. A máxima não será mais admitida pela atual gestão do Tribunal de Contas do Distrito Federal que criou uma central de inteligência formada por auditores para monitorar as contas mensais do GDF, bem como travar qualquer tipo de licitações que possam comprometer as contas públicas. A informação foi prestada ao Radar pelo presidente do TCDF, Renato Rainha, durante a solenidade de apresentação do Portal de Noticias da Associação Brasiliense de Blogueiros de Política – ABBP, ocorrida nesta quarta-feira (12), na Câmara Legislativa.

    O presidente Renato Rainha fez questão de comparecer ao evento dos blogueiros de política para destacar a importância da ABBP e das novas mídias como instrumento de fiscalização permanente das instituições públicas e do que nelas se passam.

    “Hoje, as novas mídias oferecem informações sérias e consistentes que nos leva a realizar auditorias e inspeções, conseguindo resultados muitos importantes na fiscalização dos gastos públicos no Distrito Federal”, disse o presidente do TCDF.

    Renato Rainha que assumiu a presidência do Tribunal de Contas em janeiro desse ano disse que tem a missão de aproximar o TCDF ainda mais da sociedade e que, para isso, o tribunal tem que está próximo dos blogueiros. Ao final de sua fala ele convidou os 40 blogueiros da ABBP para um café das 4 da tarde desta sexta-feira (14) no TCDF.

    Em uma entrevista exclusiva ao Radar, Renato Rainha detalhou como funciona a central de inteligência que visa identificar os pontos mais críticos e com mais riscos nos gastos públicos do Governo do Distrito Federal.

    Ele afirmou que o TCDF permanecerá atento e priorizou as áreas de mais riscos onde o dinheiro público pode está sendo usado de forma errada. Rainha destacou que o Tribunal de Contas está se estruturando para que não ocorra no futuro o mesmo que ocorreu no governo passado que deixou um rombo de R$ 3,1 bilhões nas contas públicas. Do montante, R$ 2,2 bilhões deixaram de ser inscritos em restos a pagar. (Relembre aqui)

    Ele disse que, infelizmente, irregularidades podem ocorrer em todos os governos. “Mas nós estamos tentando nos antecipar aos fatos. Estamos, por exemplo, fazendo acompanhamento dos editais de licitação feitos pelo GDF para verificar se existe alguma ilegalidade, conluios ou se é uma licitação dirigida. Também estamos acompanhando as obras ou os serviços para verificar se tudo está sendo mesmo executado”, disse.

    Renato Rainha afirmou que o Tribunal de Contas está de olho nas obras de asfalto novo que vem sendo implantado na Avenida Sandu, em Taguatinga e em uma avenida de Águas Claras, lugares que foram visitados pelo corpo técnico do TCDF com o objetivo de inspecionar a qualidade da obra e evitar que ocorra o dano contra o erário público.

    O presidente do TCDF também informou que no atual governo o tribunal já fez várias intervenções, mandando corrigir editais de licitação que estavam eivados de ilegalidades, com pesquisas de preços a cima do mercado e com cheiro de superfaturamento.

     

    Fonte: Radar Condomínios

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here